domingo, 9 de julho de 2017

Sou péssima a tomar decisões em cima da hora e com pressão

Há aquela piada comum que as mulheres são péssimas a escolher e que as relações são duas pessoas constantemente a perguntar ao outro o que quer comer até que um deles falece. Confere! Sou péssima a tomar decisões ali na hora, com aquela pressão de ter mesmo que escolher, já.

Nunca sei o que é que quero fazer, que filme ou série quero ver ou para onde quero ir. Eu e o meu namorado estamos constantemente neste impasse. Hoje vou eu a tua casa ou vens tu à minha? Queres ver 30 Rock ou Bates Motel? O que é que te apetece fazer hoje? Nunca sei a resposta a estas perguntas, ponto. O fofinho até já só dá duas opções para ser mais fácil, mas não consigo. E se escolho a opção errada? E se ele quer, secretamente, fazer o oposto do que eu quero? É que para mim está bem de qualquer maneira. Quando não quero mesmo uma coisa, sei dizê-lo, o problema é escolher entre duas coisas que não me importo de fazer. É igual, é indiferente, escolhe tu. E o rapaz passa-se e com razão, claro. No Domingo passado estávamos no carro, queríamos ir comer um gelado, mas não sabíamos onde. Eu já tinha feito o que queria, já tínhamos ido onde eu queria, era-me indiferente onde ir a seguir. Passamos sei lá quanto tempo dentro do carro, a andar sem saber para onde, e ele à espera que eu atirasse uma sugestão. Não dá, não me pressionem! Eu gosto de ponderar bem as minhas decisões, de elaborar uma lista de pros e contras mentalmente até decidir qual  a escolha certa.

Sou muito decidida em coisas importantes, sei o que quero, sou determinada, mas não me peçam para decidir as coisas do pé para a mão. Não funciona. E se não tenho preferência, é-me mesmo difícil escolher alguma coisa porque qualquer coisa serve. Os outros que escolham. 

Se são como eu, aprendam o truque: sejam sempre as primeiras a perguntar o que vão fazer nesse dia, que filme eles querem ver, o que querem comer, etc. Assim a bola está do lado deles, eles que se amanhem! :)

7 comentários:

  1. És igual ao meu namorado :p completamente igual... quantas vezes não já discutimos porque ele simplesmente não se decidi em nada! Irrita me tanto a sério! Digo lhe várias vezes que a sorte dele é que eu sou muito despachada a tomar decisões :p

    ResponderExcluir
  2. Como eu te percebo, M. Funciono exatamente assim. Se não quero algo ou não me apetece sou capaz de dizer não (mas por vezes ainda me ponho a pensar porque não quero fazer nada que seja "errado" para a outra pessoa - não sei se me entendes). Agora tomar decisões na hora é horrível. Aliás, muitas vezes, quando tenho de decidir algo sou capaz de andar dias e dias a "moer" o assunto e esgotar todas as reflexões e até tenho momentos em que chego a ser chata com os outros.
    Já li que esta é uma característica das pessoas do signo balança e como a acreditar que sim. Vivi com mais duas e mesmo que fosse eu a perguntar vinha sempre do outro lado "O que é achas que é melhor? O que é que te apetece a ti?" -_-. Chegamos a estar imenso tempo em lojas, quando comprávamos uma prenda em conjunto só para decidir o que trazer.

    ResponderExcluir
  3. Eu também sou péssima neste género de decisões! Sou mega indecisa x)
    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderExcluir
  4. Eu antes era assim, agora já sou mais prática. Não vale a pena perder tempo com decisões que não têm grande impacto na nossa vida, assim guardo os meus neurónios para as decisões importantes :)

    ResponderExcluir
  5. Ahahah, percebo-te perfeitamente!! Também sou assim... E muitas vezes por essa questão, não quero que seja sempre à minha maneira, ou como eu quero, especialmente se me é indiferente qualquer das opções.

    Mas a minha questão às vezes também é outra: é o facto de saber que vou deixar alguma coisa para trás... ou seja... exemplo parvo: se vou comer a sítio A ou B... Pode ser A... mas eu também gostava de ir a B... e se o A afinal for uma desilusão e perder a oportunidade de um momento e uma refeição óptima no sítio B? Sou muito complicada, às vezes, eu sei! :P

    ResponderExcluir
  6. Tal e qual cá em casa! Quantas vezes estamos os dois tempos infinitos a decidir o que fazer ou onde ir porque eu também não avanço com uma decisão assim pressionada!

    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. Aqui passa-se o mesmo. Mas fico lixada, porque, no fim, tenho que decidir sempre! Porque ele é pior que eu.

    ResponderExcluir