domingo, 22 de maio de 2016

Não me pagam para isto #31

Trabalho sempre aos fins de semana, mais que não seja só da parte da manhã. Um dia, a patroa, naquilo que eu considerei como uma acesso de bom senso e generosidade, diz-me para ficar com a manhã de sábado livre e entrar às 14h nesse dia. Achei ótimo, há que tempos não podia dormir mais num fim de semana ou aproveitar para estar com a minha família toda em casa.

Só que é óbvio que tanta sorte já seria de estranhar. A meio da manhã recebo uma chamada dela, a dizer se podia ir mais cedo porque partiu uma unha e a senhora que lhas arranja só tinha vaga a uma hora em que eu ainda não tinha entrado ao trabalho. Entrar mais cedo porque sua excelência partiu uma unha...Sounds right. 

6 comentários:

  1. Não gosto nada de patroas assim, que se aproveitam da boa vontade dos empregados.
    (Já trabalhei numa espécie de restaurante, vá snack bar, e percebo muito as coisas que vais escrevendo aqui o teu blog).

    ResponderExcluir