quinta-feira, 21 de abril de 2016

There is no such thing as too many books │Como tudo começou by Penelope Lively


Sinopse (wook): "Quando Charlotte é assaltada e fratura a anca, a sua filha Rose não pode acompanhar o patrão, Lord Peters, a Manchester, por isso a sobrinha dele, Marion, tem de ir no seu lugar; Marion envia ao amante uma mensagem escrita que é intercetada pela mulher… e isto é apenas o início de uma cadeia de acontecimentos que irão alterar várias vidas. Neste romance sedutor, absorvente e escrito de forma brilhante, Penelope Lively mostra-nos como um simples acontecimento acidental pode significar a destruição e salvação de um casamento, uma oportunidade que aparece e depois desaparece, o encontro entre dois amantes que de outra forma nunca se teriam conhecido e a mudança irrevogável de várias vidas. Divertido, humano, comovente e astucioso, Como Tudo Começou é um trabalho brilhante de uma autora que está no seu melhor."

Gostei deste livro mas não achei que fosse uma coisa assim tão espetacular como relata a sinopse ou as criticas que aparecem no site da Wook. Lê-se muito bem, tem uma narrativa fluída e bem encadeada, mas nenhuma das personagens me despertou empatia por aí além. É mais um livro levezinho e não propriamente a melhor obra literária de sempre, mas valeu o dinheiro dado por ele, ao menos isso. Podia ter gostado mais, mas ainda assim recomendo a quem gostar de histórias leves e quiser apenas passar o tempo.



2 comentários:

  1. Meh mesmo a sinopse não sugere uma história muito comolexa.

    Beijinho
    The-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Parece o tipo de livro perfeito para levar para o aeroporto para ajudar a passar o tempo (= Vou investigar!

    ResponderExcluir