domingo, 10 de abril de 2016

There is no such thing as too many books | Dezanove minutos by Jodi Picoult


Mais um tema super atual e importante: bullying e tiroteios nas escolas.

"Em Sterling, New Hampshire, Peter Houghton, um estudante de liceu com dezassete anos, suportou anos de abuso verbal e físico por parte dos colegas. O seu amigo, Josie Cormier, sucumbiu à pressão dos colegas e agora dá-se com os grupos mais populares que muitas vezes instigam o assédio. Um incidente de perseguição é a gota de água para Peter, que o leva a cometer um acto de violência que mudará para sempre a vida dos residentes de Sterling".

Adoro livros com reviravoltas. Adoro livros bem escritos mas que são fáceis de acompanhar. Adoro livros absorventes. Este é tudo isso. Não há como não sentir empatia pelas personagens, como não admirar um trabalho tão aperfeiçoado, tão intimamente ligado com as emoções. É tão, mas tão bom! Recomendo.

7 comentários:

  1. Gosto muito dela. Desde Janeiro já vou no 2º dela. A contadora de histórias e o Lobo solitário. Mas já li outros. Este ainda não. Boas leiturar!

    ResponderExcluir
  2. Já li há muito tempo, foi o primeiro livro que li desta autora e adorei mesmo! Foi o que me fez querer ler mais livros dela :)

    ResponderExcluir
  3. Foi este livro que me deixou encantada pela forma como a autora pega nos assuntos. Quando o terminei foi um verdadeiro "murro no estômago". Sofri imenso pelas personagens! Parecia tudo tão real.

    ResponderExcluir
  4. omg tenho mesmo que ler este livro entao :o

    ResponderExcluir
  5. Adorei este!! Foi o primeiro livro que li da autora e fiquei presa da primeira à última página!

    ResponderExcluir
  6. Este foi o primeiro e único livro (até agora) que li da autora. E o único até agora porque o livro foi tão bom que as minhas expectativas em relação a esta escritora estão tão elevadas que eu tenho medo que os livros que ler dela a seguir me decepcionem e façam cair por terra esta boa imagem que tenho dela.(Entretanto confesso que já comprei mais uns livros dela mas, a medo ainda não peguei em nenhum.)
    Lembro-me perfeitamente que a capa foi aquilo que captou a minha atenção num instante.Lembra-me sempre aqueles catálogos estilo Lanidor para miúdos em que colocam fatos-de-banho e bikinis de miúdas a fazer matchy-matchy com os calções de banho para rapazes. De seguida, foi o título porque eu pensei:"Hum... O que se terá passado em dezanove minutos?".(Também me fez lembrar o livro de Paulo Coelho - que nunca li - mas, muito conhecido chamado "Onze minutos".) E a sinopse... A sinopse foi completamente a cereja em cima do bolo!Tão bom mas, tão bom este livro!Lembro-me que quando estava a ler o livro aconteceu o mesmo na vida real... E foi nessa altura que eu tive a noção de quanto o livro me estava a marcar e fazer mudar algumas das minhas perspectivas (tão lineares) sobre diversos assuntos controversos.

    http://confessionsinpink.blogspot.pt/

    ResponderExcluir