sexta-feira, 18 de março de 2016

O estado em que anda esta cabecinha...

Ontem convenci-me de que tinha perdido uma boa quantia de dinheiro. Procurei em todo o lado que me lembrei antes de ir para o trabalho mas não deu tempo para vasculhar tudo como eu queria. Liguei à minha mãe em pânico para ela procurar, para abrir o meu mealheiro e ver se não estaria lá por engano. O meu pai procurou no carro. A minha mãe até na máquina de lavar procurou, tirou um dos canos e tudo para ver se não teria ficado preso. Passei o dia todo a lamentar a minha sorte, que burra que fui perder dinheiro. Eu sou a pessoa que encontra dinheiro, não que o perde! Enfim. À noite cheguei a casa e revirei o quarto todo. Só podia estar em casa! Ou teria colocado em algum lugar estranho ou então perdi no brevíssimo trajeto do trabalho para casa, sendo que só percorri uns metros do trabalho até ao carro e depois saí da garagem até ao elevador do prédio. Fosse como fosse, se o tivesse perdido na rua era para esquecer, mas eu estava convencida que o tinha quando cheguei a casa. Volto a revirar o quarto e nada. Até que visto o meu casaco de andar por casa, meto as mãos no bolso e lá estava o meu rico dinheirinho. Fiquei tão aliviada! Detesto perder coisas. Então quando as coisas são dinheiro, nem que seja 1 euro... Já estava a ver a minha vidinha a andar para trás. Aquele dinheiro era para o folar da minha afilhada e para a prenda de aniversário dela. Já estava a ver que fui trabalhar para nada, uma vez que o dinheiro tinha sumido.

Gente pobre é assim, faz um filme por perder uma quantia que nem era assim tão louca mas que faz uma falta desgraçada!

4 comentários:

  1. Ahahaha mas é que é mesmo.
    Quando encontro uma moeda seja perdida em casa ou a encontre na rua apanho logo ahaha

    ResponderExcluir
  2. Ahah cabeça no ar! Mas bem, o que interessa é que no fim apareceu! Ainda bem!

    ResponderExcluir
  3. Nem sabes como eu compreendo o que isso é. Quando nos custa a ganhar o dinheiro, ele não "cai" das árvores e andamos sempre a contá-lo para conseguirmos o que queremos, por mais pequena que seja a quantia não há como detestar tê-la perdido. Eu se perco 0,5€ já fico arreliada. É como dizes, pobre é assim. Ainda bem que não perdeste, deve ter sido um valente susto. Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Também DETESTO perder dinheiro. Ainda bem que foi só um susto!

    ResponderExcluir