domingo, 28 de fevereiro de 2016

Domingo à tarde

Domingo à tarde, um tempinho destes e tudo o que eu queria era estar em casa, talvez no sofá, só com o meu amor. Mantas, chá e coisinhas boas para ir petiscando e maratona de filmes, como eu adoro. Mas não, estou a trabalhar.

Não tenho tido tempo para nada. Esta semana trabalhei sempre, sem folga. No dia da folga, ligou-me para ir porque tinha mesmo que sair. E a burra lá foi. Pensam vocês que ela me ia dar esse dia de folga ao fim de semana? Queria eu! Mas claro que não, vai-me dar a folga amanhã. De que me serve estar em casa um dia inteiro sozinha, sem nada para fazer? As folgas são para aproveitar para namorar. Se ele está a trabalhar também e eu não tenho nada importante para tratar, não fico a fazer nada em casa. Sempre prefiro ir, ao menos ganho o dia e essa folga fica para quando eu precisar de faltar. Mas que sabe mal, sabe. Estava a contar com ela, precisava mesmo daquele dia de folga. 

É o que há. O dia em que sair daqui vou chorar de felicidade.

2 comentários:

  1. Sei bem o que isso é.. Este domingo trabalhei até à meia -noite. Só tenho um fim-de-semana por mês e quando não é só um sábado ou domingo .. Como gostaria de ter um horário de gente normal..a maior parte das folgas estou sozinha.. Vida de cadela!

    ResponderExcluir