quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Esta calma (que eu não tenho e tanto preciso)

Eu sei que o que vou dizer pode parecer um bocadinho mau e juro que adoro de morte a minha família, mas gosto tão mais de estar em casa sozinha. Faço o que quero, ando por onde quero, vejo o que quero. Ninguém me chateia, é uma paz! Quando começa a chegar a hora de almoço é uma tortura. É uma mãe que não sabe falar num tom apropriado dentro de casa e anda sempre aos berros como se tivesse na fábrica e precisasse de berrar para se fazer ouvir, um pai que vem sempre chateado do trabalho e ninguém lhe pode dirigir a palavra sem receber roncos, um irmão que vem sempre com as pilhas ligadas e só diz piadas e agarra e beija. Credo, é demais para uma pessoa que está desde a noite anterior sozinha e sem ouvir ninguém. Depois é só perguntas, sempre a chamarem por mim, sempre a verem o que estou a fazer, e porque é que estás a fazer isso, o que é isso, o que queres jantar,.. Eu sei lá, ainda mal me habituei à ideia de estar acordada e já me fazem perguntas sobre o jantar. Deus do céu, como eu preciso de paz e sossego.

7 comentários:

  1. Às vezes sabe muito bem estar sozinha. Podermos estar onde queremos, como queremos e fazermos o que desejamos às horas que queremos. Muito melhor assim, pelo menos de vez em quando.
    Beijinhos.

    http://fifoquices.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  2. Como te compreendo! Não vivo com os meus pais, mas vivo na casa ao lado, resumindo, é como se vivesse com eles. A minha mãe com a mania das limpezas, sempre a questionar-me se tenho a casa limpa, sempre a entrar pela minha casa dentro como se fosse a casa dela, mexe aqui, revira dali... Andei numa luta durante dias, por causa de uma almofada, que eu achava que ficava melhor no escritório e ela teimava que ficava melhor no quarto. Eu saía de casa para ir trabalhar e deixava a almofada no escritório, quando regressava, o raio da almofada estava no quarto! Juro que andei dias a pensar que tinha enlouquecido ou que a almofada tinha pernas, até que a minha mãe lá se descaiu que a almofada ficava muito bem na cama! Tive de a esconder!!! Com isto aprende-se muita coisa... nunca morar tão perto dos pais em que eles possam vir de chinelos e nem muito longe, ao ponto de trazerem as malas... E sim adorooooo os meus pais, mas quem me tira a independência tira-me tudo!

    ResponderExcluir
  3. eu adoro viver sozinha.. e nao gosto quando a minha mae vem visitar. apesar de adorar a minha mae. é chata como tudo lol beijinho!

    giveaway no blog, já participaste? >> http://the-not-so-girlygirl.blogspot.pt/2016/01/giveaway.html

    ResponderExcluir
  4. Também adoro os momentos sozinha em casa. Mas são muito raros. Há sempre por cá, nem que seja a avó que é mais "difícil"

    ResponderExcluir
  5. Sei o que isso é, mas quando fico muito tempo sozinha começo a falar comigo mesma e isso é mau sinal xD

    ResponderExcluir
  6. Eu compreendo, a minha casa também está sempre cheia de gente e, são raras as vezes em que não está ninguém, por isso, também aprecio quando tenho um tempo para estar sozinha a fazer o que eu quiser em sossego xD

    MORNING DREAMS

    Sofia Silva, Beijos*

    ResponderExcluir
  7. Também gosto muito de estar sossegada a maior parte do tempo!
    Bjs

    ResponderExcluir