segunda-feira, 3 de dezembro de 2012


Eu poderia ser como aquelas meninas da minha idade que são magras e comem que nem passarinhos. Que recusam fatias de bolo e nunca querem muita comida no prato. Que quando dizem "come mais" soltam sempre um "já estou cheia! Não cabe cá mais nada" mesmo que só tenham comido uma ervilha. E que comem comidinhas mesmo leves e ficam satisfeitas com ar e vento. Mas não. Nem teria piada. Quis a vida que eu fosse uma pessoa que aprecia comer. 

Eu cá gosto de pão e de massa e de arroz com feijão e feijoada! Tenho que comer bem senão morro de fome passado dois minutos. Aquelas cenas muito light e muito tudo menos comida, não são pra mim. Eu preciso de me sentir de estômago reconfortado :) Quando tenho fome, gosto de "comida a sério", não me venham cá com um "tomas uma canequinha de leite e umas bolachinhas e ficas bem". A minha mãe bem tenta, quando não lhe apetece cozinhar, mas eu lá sou pessoa pra me encher com isso! Leite e bolachas são acompanhamento para uma noite de chuva passada na cama a ver séries, depois do jantar. Não são o jantar em si. 

E é por isso que eu não sou uma dessas meninas magras e esbeltas da minha idade. Podia ter uns 2 ou 3 quilinhos a menos, podia, mas gosto demasiado de pão e de massa para os retirar da minha vida :)

3 comentários:

  1. Eu gostava era de ser como as que comem, comem e não engordam! Mas não sou assim. E também como bem (apesar da minha mãe achar que não como nada, coisas de mãe...).

    ResponderExcluir
  2. o truque é saber comer. eu também gosto dessas coisas todas, mas tento equilibrar com um estilo de vida saudável (não se come feijoada todos os dias) e muito desporto. não precisas de deixar de comer pão ou massa para emagreceres esses quilinhos, só tens de 'saber' comer. MAS... o importante é que te sintas bem contigo mesma... o resto são tretas :)

    ResponderExcluir
  3. como um dia ouvi dizer, "people who love to eat are always the best people!"

    ResponderExcluir