segunda-feira, 21 de maio de 2012

Momentos da infância



Quando era miúda adorava ir pro meio do campo apanhar aquelas flores amarelas que começavam a aparecer com o tempo quente. Fazia ramos gigantes que depois trazia pra casa e cortava-lhes o caule. Com alguma paciência, a minha mãe enfiava um fio numa agulha e eu entretinha-me durante horas a fazer colares e pulseiras com aquilo. A inocência da infância é tão boa. Qualquer coisinha servia pra me entreter. 

Hoje, quando passo por aqueles campos todos pintados de amarelo, lembro-me do cheiro horrível que aquilo deixava nas mãos e no cabelo (quando me apetecia ser uma princesa e fazia coroas), mas lembro-me acima de tudo da felicidade que aparecia quando chegavam essas primeiras flores. E de quão bom era ser criança no meu tempo...

5 comentários:

  1. Cheiro horrível mesmo, também me lembro de andar sempre atrás dessas flores :)

    ResponderExcluir
  2. eheh eu gostava de umas pequeninas brancas que também se começam a ver pelos campos... :)

    ResponderExcluir
  3. Saudades! Eu gostava de as apanhar e dava a minha avo que era para ela fazer jarras bonitas de flores, mas gostava das flores e dos dias de sol. que excelentes momentos e que saudade

    ResponderExcluir
  4. Conheço bem esse cheiro! O meu R. passa o tempo a colhe-las e a oferecer-mas! Mas a intenção é que conta!:)

    ResponderExcluir
  5. e os ramos de flores que eu dava a toda a gente? bastava apanhar flores silvestres e estava toda a população da área brindada!

    era tão bom!

    ResponderExcluir