terça-feira, 15 de maio de 2012

Agora que ando pela estrada na condição de condutora (ou aprendiz de condutora, que eu ainda sou inexperiente) é que vejo o perigo em que nos colocamos tantas vezes enquanto peões. Eu sempre fui bastante cuidadosa com essas coisas, atravesso sempre quando vejo que posso mesmo, ando pelo passeio, ... Mas vejo cada coisa! As pessoas simplesmente não têm cuidado. Acham sempre que a estrada é toda delas e quem quiser que se arrume.


Morro de medo de atropelar alguém. A sério. Desde que comecei a ter aulas que isso me passa pela cabeça, precisamente porque já vi de tudo. Pessoas que atravessam sem olhar dentro e fora das passadeiras, pessoas que vêem os carros a avançar para si mas acham sempre que têm tempo e o condutor é que é obrigado a parar, pessoas a lançar-se à estrada como se nada fosse. Ficam mesmo a pedi-las. O pior é que num caso destes, em que o condutor até pode ir atento mas não conseguir parar a tempo ou algo do género, o culpado geralmente é que vai de carro. Isso revolta-me. Porque quem conduz obviamente tem que estar com mil olhos na estrada e outros mil em quem circula a pé, de bicicleta, ..., mas não tem culpa se alguém simplesmente se atravessar à sua frente, sem olhar. Aos peões cabe também a preocupação com os carros, com os movimentos dos mesmos, com a velocidade, ... Eu não posso simplesmente atravessar a estrada e deixar que um carro me passe por cima só porque supostamente o carro tem que vir com uma velocidade moderada e tem que estar atento aos meus comportamentos. 

Antes de sermos condutores ou peões somos todos pessoas e devemos olhar pelo nosso bem-estar, em vez de pensarmos que os outros é que têm obrigação de me ver e adivinhar o que farei a seguir. 

Há com cada um!

4 comentários:

  1. Todas as pessoas deviam ter cuidado e serem responsabilizadas pelas atitudes que tomam!

    Se alguém salta para a frente do carro como é que o condutor deve fazer milagres???

    ResponderExcluir
  2. Quando se começa a conduzir ainda é difícil e enervante tentar filtar tudo o que se passa á nossa volta, mas com a experiência, toma-se o jeito...quer dizer, algumas pessoas...*

    ResponderExcluir
  3. Mesmo a sério.. Há com cada triste a atravessar-se por aí -.- Eu fiz isso duas vezes na minha vida, no máximo, e senti-me mesmo mal comigo mesma. Tipo, ia distraída, e nem me apercebi de qualquer situação.. Mas, tirando isso, tenho sempre muito cuidado. Sei esperar sem atravessar a estrada..

    ResponderExcluir