terça-feira, 13 de março de 2012


Morar sozinha sempre foi algo que eu dizia que conseguiria fazer. E continuo a achar que, se fosse mesmo preciso, o faria. Mas isto é porque eu tenho a mania que sou muito independente e me consigo virar sozinha. 
A verdade é que seria tedioso. Chegar a casa e não ter ninguém à minha espera, nem ficar ansiosa por ouvir o barulho das chaves na fechadura, porque ninguém viria. E ter que cozinhar só pra mim, comer sozinha, fazer compras só pra um, esperar eternidades até juntar roupa suficiente pra encher uma máquina, e não ter ninguém pra dividir tarefas. 

Claro que deve ter coisas boas. Olha eu a andar pela casa em trajes menores, não me preocupar se alguém me vai ouvir quando estou na casa de banho, não ter que dividir espaço com ninguém nem aguentar pacientemente os tempos de espera que isso acarreta... Fazer as refeições à hora que queria, ir dormir à hora que me apetecer sem ser logo apelidada de velhota cansada, não levar com o barulho dos outros, poder espalhar as minhas tralhas sem incomodar ninguém...

Parece uma vida tão independente que só me faz pensar em isolamento. Já me estou a imaginar cheia de medo de noite, se ouvisse algum barulho. Eu preciso de chegar a casa e ter alguém pra me dizer olá e perguntar como foi o dia, de dividir tarefas chatas e de (re)pensar a minha vida tendo em conta que não estou sozinha... No outro dia fiquei em casa sozinha a tarde toda e estava a morrer de tédio, mortinha que chegasse alguém. O tempo parece que não passa. Claro que depois há dias em que me apetece imenso depender só de mim e estar bem sozinha, sem ninguém pra me chatear, sem ter que falar com alguém, mas isso é só mesmo raramente. 
Só com as minhas pessoas me sinto verdadeiramente em casa.

14 comentários:

  1. Eu não tenho vocação para solitária.
    Crio os momentos de solidão estritamente necessários. Mas de resto, quero é partilha!

    ResponderExcluir
  2. Ou entao partilhares com alguém em que estejas completamente à vontade: do genero a tua cara metade :)

    ResponderExcluir
  3. Sempre achei que nasci para viver sozinha, mas desde que estou efectivamente sozinha aqui em Coimbra tenho repensado isso. É mesmo um bocado aborrecido...por um lado está-se super à vontade, mas por outro faz falta uma companhia!

    ResponderExcluir
  4. eu gosto de estar sozinha, de ter os meus momentos sozinha (e vivi mais de 1 ano completamente sozinha), mas arranjava alguma coisa q fazer sempre, convidava malta la para casa, as vezes dormia la alguem.
    mas reconheco que viver com boa companhia e melhor. A minha irma por exemplo queixa-se que se sente sozinha, e so casa trabalho, porque ela sempre viveu rodeada de mta gente (primeiro a residencia universitaria, depois partilhar casa com as amigas).

    ResponderExcluir
  5. eu vivo acompanhada, mas é quase como se vivesse sozinha, porque é com pessoas que não conheço assim tão bem.. janto com uma delas às vezes, falamos de banalidades e perguntamos como correu o dia, dividimos tarefas.. mas tirando isso, estou por minha conta. e, sinceramente, gosto muito!

    ResponderExcluir
  6. eu acho que gostaria... mas ultimamente, o meu sistema não tem dado para mais isolamentos, para alem dos estritamente necessarios pela minha rotina!

    ResponderExcluir
  7. eu sempre disse que queria viver sozinha, mas nesta fase de vida já só penso em morar com o meu fofinho :)

    ResponderExcluir
  8. adoreiiii +.+, segui

    http://joateba94.blogspot.com/2012/02/felicidade-encontrada.html texto novo, lê . comenta e segue se gostares *-*

    ResponderExcluir
  9. Era giro.. mas realmente seria bastaaaaanteeeee tedioso :/

    ResponderExcluir
  10. revi-me muiiiito nestas palavras ... **

    ResponderExcluir
  11. eu então é um dos meus grandes objectivos é conseguir sair da casa dos pais e ir viver sozinha :)

    ResponderExcluir
  12. Ontem tive uma conversa sobre isto com o Namorado. Dizia-lhe eu que gostava muito de viver sozinha. Na verdade, já vivi por umas semanas e gostei muito. Realmente, não há nada como estarmos por nossa conta, puder fazer tudo ao nosso ritmo, não depender de ninguém, de horários, de nada. Somos nós e nós mesmos. Mas a verdade, e pensando no que tu escreves, concordo que, a longo prazo, morar sozinho se tornaria depressivo. Há dias de tudo e toda a gente precisa de momentos a sós. Mas ter uma companhia que nos receba ao fim do dia, ter alguém com quem partilhar a nossa vida, com quem falar, com quem desatinar também é bom! ;)

    ResponderExcluir
  13. Eu "moro sozinha" duas vezes ao ano, isto é, quando os meus pais vão de férias e durante alguns dias até sabe bem mas ao fim de uns dias sinto a falta de ter mais alguém em casa... :)

    ResponderExcluir