quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Pelo menos uma vez por semana, lá chega o meu pai a casa com uma nova ferida feita no trabalho. E se por um lado a minha veia de carniceira me faz sempre querer espreitar, mexer e tratar daquilo, por outro fico agoniada. Dá-se-me qualquer coisinha no estômago só de ver aquelas coisas cheias de sangue, queimaduras, apertões, etc. Deve ser por causa daquela sensação de bem-estar que queremos sempre para os nossos, o querer protegê-los e afastar deles todas as dores. 

5 comentários:

  1. compreendo. eu também não sirvo para enfermeira ... em mim posso bem com o sangue, mas nos outros não consigo mesmo :S

    ResponderExcluir
  2. És uma VALENTE! Já eu ficaria agoniada sempre... Acho que o sentimento de protecção só ajudaria a que eu ficasse imediatamente nauseada!

    ResponderExcluir
  3. Os meus pais por acaso não costumam vir magoados do trabalho, a minha mãe no máximo fica com nódoas negras e piora das artrites... mas well no fundo até entendo...

    ResponderExcluir