quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Vizinhos barulhentos: eu tenho e tu?


Durante muito tempo, as únicas pessoas a morar no meu bloco era a minha família e uma outra no andar de baixo. A coisa corria bem, sem problemas nenhuns. Entretanto vieram para cá viver mais casais, todos com filhos pequenos. Comecei logo a preparar-me para ouvir guinchinhos e choradeira a toda a hora, mas nem me preocupei, porque é normal. Continuei a fazer o mesmo de sempre, sem grandes mudanças.
Eu não ponho a música alta, quando chego mais tarde tento ainda mais afincadamente não fazer barulho, não chateio ninguém. Mas parece que os meus vizinhos apreciam a minha boa-educação mas não sabem retribuir. 
No andar que fica precisamente por cima do meu, as mulheres que o alugaram gostavam de mudar os móveis de lugar a meio da noite. Era só barulho. A vizinha do andar de cima, porta com porta com estas duas, só faz a sopa do bebé a partir da meia-noite, o que significa que a essa hora lá está a varinha mágica a funcionar. São mesmo barulhentos estes. Desde que pra cá vieram as obras não têm fim e já moram cá há uns bons 3 anos. É martelos às 6h da manhã, paredes que vêem a baixo, móveis a arrastar. São terríveis. 6h da manhã não é hora pra andar a fazer barulho.  Curiosamente, nunca ouvi o bebé deles.
Depois tem os de baixo, que se mudaram há menos de um ano. Têm também um bebé e uma miúda da idade do meu irmão. Mais uma vez, em vez de ser o bebé a fazer barulho, são os outros. Um dia estava mesmo passada e quase fui lá abaixo reclamar. Quase 1h da manhã e a miúda a falar com a mãe aos gritos, de um quarto para o outro. Sem mencionar que adora pôr a dar o dvd da Leona Lewis a toda a hora, bem alto. 
Depois tem também aquela coisa dos saltos. Pessoas que andam de saltos às 7h da manhã, pra trás e pra frente, sei lá eu porquê.
A vontade que dá é de fazer igual, pra eles verem como é. 

5 comentários:

  1. Olha, em relação à senhora do andar de cima ainda dou o benefício da dúvida: afinal pode ser só a essa hora que consegue adormecer a criança dela. E as obras de madrugada pode ser stress: sonos desregulados. (Digo eu isto tudo porque não sou eu que ouço, se fosse já estaria a preparar-me para lhes ir fazer uma visitinha!)

    ResponderExcluir
  2. há sempre o belo truque que aprendi quando vivia em prédios, que era pegar na vassourinha e bater no tecto ou parede do chão para as pessoas ficarem avisadas que o barulho é excessivo. (parece que é código suficientemente "universal" porque já vi outras pessoas fazê-lo).

    ResponderExcluir
  3. Os meus vizinhos de baixo é mais bater com portas, seja do prédio, do apartamento ou das divisões (até essas se ouvem!) é impressionante!
    Também já pensei fazer-lhes o mesmo, para ver se gostam, mas a verdade é que incomoda-me mais a mim e nunca o fiz nem vou fazer :)

    ResponderExcluir
  4. Oh. Acho que na minha morada de estudante, somos nós (eu e + três colegas minhas) qe fazemos o barulho todo. Mas ninguem ainda se queixou.
    Cá em casa não tenho visinhos!*

    Boa sorte com isso!(=

    ResponderExcluir
  5. olha os meus pais ja chamaram a policia mts vezes, e os meus vizinhos tem a lata de nao abrir a porta. so para veres como isto esta!
    beijinhos

    ResponderExcluir