quarta-feira, 9 de março de 2011

Nervos, muitos nervos

A minha mãe tem o incrível dom de me irritar solenemente. Fogo, é que não há paciência. Se chega  a casa e me vê "Ui, não foste? Não tens aulas?", "Já estás aqui? Não tiveste aulas?". Que chata. Eu sei os meus horários, as minhas obrigações. Se estou em casa ainda é porque não fui, porque não era preciso. Ou se chega e eu já estou em casa, é porque já cheguei não? E se não me apetecer ir às aulas também não vou, não é por me estar sempre a perguntar que eu vou mudar de ideias. Soubesse ela de metade da história e dava-lhe uma coisinha má. 
Detesto que se metam na minha vida e detesto muito mais que me controlem como se fosse um bebé que precise de ser lembrado das coisas que tem a fazer. 

9 comentários:

  1. Pois M, às vezes fazem-nos perguntas desnecessárias.
    Tenta ter calma querida.

    ResponderExcluir
  2. As mães são mesmo assim...a mim é mais a minha avó...mas não é por mal :)

    Beijinho!

    ResponderExcluir
  3. queres ficar com o meu pai, umas horas, a experiencia?!

    ResponderExcluir
  4. "E se não me apetecer ir às aulas também não vou" há aqui uma pequena falha, pois sendo os teus pais, provavelmente, que te pagam as propinas e te sustentam (a não ser que trabalhes e ainda assim estás na casa deles...) as coisas não são assim tão simples como "não me apetece, não vou".

    ResponderExcluir
  5. é complicado mas nessas alturas tenta respirar fundo*

    ResponderExcluir
  6. LOL a tua mãe e o meu pai deviam dar-se bem. Pois o semestre passado eu tinha um horário estranho, tinha três dias mais preenchidos e dois sem aulas, pois isto fazia-lhe muita confusão, como é que numa semana de 7 dias eu só tinha aulas 3 dias, e porque andava muito folgada, e porque é só boa vida, e por aí fora. Pois foi um semestre inteiro a ouvi-lo nos ditos dias em que não tinha aulas, era sempre o mesmo discurso. Pois eu nem tenho margem para faltar, 3 faltas a cada unidade curricular por semestre é muito pouco, já para não falar que quando se tratava de laboratório o limite desce para uma falta. Portanto está fora de questão. É assim, aturar pais não anda fácil, se bem que penso que nunca o foi. lol

    C.

    ResponderExcluir
  7. É a tua mãe e o meu avô quando me vê por casa a um dia da semana "Já estás de Férias?!"

    ResponderExcluir
  8. Devias dar mais valor às preocupações deles...

    ResponderExcluir
  9. Nesse aspecto tenho sorte. A minha mãe não faz perguntas...
    Talvez porque confiem muito em mim.
    Mas eu não sou exemplo para ninguém: demasiado atinadinha. Sem sal. :)

    ResponderExcluir