terça-feira, 29 de março de 2011

Dilemas

O meu primo, queixava-se há dias, que só tinha 1h para almoçar. Ele anda agora no 5º ano, mora pertinho do ciclo e mesmo assim vão sempre buscá-lo e levá-lo lá. Ou seja, perde 5min entre deslocações e não se cansa porque anda sempre de carro. 
Da idade dele, também passei pelos mesmos dilemas. Para mim, que vivia uma situação idêntica (ia e vinha de carro, quase sempre), aquilo era super mau. Onde é que já se viu ter 1h para almoçar, coitadinha de mim, a minha vida é um inferno. 
Pois, se eu soubesse o que sei agora... Agora que perco 1h30 em viagens, que ando em autocarros que nem sempre são os melhores e que abanam e fazem ruídos e que transportam outros passageiros nem sempre agradáveis, que tenho um horário que me obriga a chegar a casa perto das 22h duas vezes por semana, ... Lembrei-me que independentemente da situação dos outros, naquele momento, se as coisas não nos correm como gostaríamos, temos a pior vida do mundo. E queixamo-nos e sentimo-nos miseráveis. E depois, olhamos para trás e pensamos "Quem me dera que os meus problemas fossem como naquele tempo. E queixava-me eu daquilo!". 

6 comentários:

  1. Acredita!! já pensei nisso tantas vezes =)

    Gostei de passar aqui, vou seguir, beijinho*

    ResponderExcluir
  2. Nunca estamos satisfeitos. Dói sempre alguma coisa, temos sempre comichão... não vale a pena.:)

    ResponderExcluir
  3. se soubéssemos o que sabemos hoje , não nos queixávamos !
    concordo contg !

    ResponderExcluir
  4. As vezes nem dá para ir a casa, essa é que é a verdade.

    ResponderExcluir