sexta-feira, 14 de setembro de 2018

"Pode dar-me contactos da concorrência?"

Ai, o maravilhoso mundo do atendimento ao público... Quando pensarem que já viram e ouviram de tudo, recomendo que passem pela experiência de trabalharem no atendimento ao público, seja em que vertente for, porque acredito que terão ainda muito que ouvir! 
No meu trabalho diário, falo com imensos clientes. Claro que a conversa preço é sempre um fator importante e no qual os clientes estão mais interessados. Muitas vezes, é a primeira pergunta. Não há nada de errado nisso. Eu, como consumidora, quero sempre saber os preços das coisas, como é óbvio. Acontece que, na conversa dos preços, há muitos clientes que se assustam com os valores que referencio. Muitos entendem mas não podem pagar, muitos não percebem os motivos de tais valores, há uns quantos sem noção que me perguntam se sei onde podem comprar mais barato. Ora então, eu estou ao serviço de uma empresa, preciso de vender, mas vou dizer ao cliente que pode ir comprar mais barato na concorrência, claro. "Sabe-me dizer onde é que eu posso comprar um produto deste género, mas mais barato?". É óbvio que eu sei, há mais barato no mercado (há sempre!) mas também é óbvio que não vou dar a lista de contactos da concorrência! 
Uma coisa é referenciar um cliente que não podemos ajudar. Se não tenho o que o cliente procura, posso, se souber, dizer que talvez tenha sorte no sítio x ou y porque não são meus concorrentes. Se eu vendo bicicletas, não me sinto ameaçada por dar o contacto de uma loja de roupa. Agora dar contactos de outras lojas de bicicletas, só se fosse estúpida, não é? Parece-me tão simples, tão óbvio, que até fico parva que as pessoas perguntem. Ninguém pergunta qual é a loja da concorrência que vende mais barato, diretamente aos funcionários da loja. Ninguém tem lata de fazer isso. Achava eu. De momento, já me acredito em tudo.

6 comentários:

  1. Ai! Atendimento ao público é uma dor de cabeça. Fui para veterinária para me livrar das pessoas, mas esqueci-me de que os bichos não vão sozinhos à clínica. Aparece com cada abécula...
    Um beijinho grande*
    Vinte e Muitos

    ResponderExcluir
  2. Já trabalhei com atendimento ao público, mas não com vendas. No entanto, já nada me surpreende! Nem a lata das pessoas...

    ResponderExcluir
  3. Atendimento ao público é um salve-se quem puder! Apanhamos tudo! :)

    ResponderExcluir
  4. Realmente nos que aturamos o público temos que ter doses industriais de paciência. Eu vendo roupa, no outro dia tinha uma sra que gostou de uma peça na concorrência mas não tinham o nr que queria. Nós tínhamos. Martirizou o meu colega...eu sou menos paciente e rude q.b quando estão com essas conversas da xaxa lol

    ResponderExcluir
  5. Se tem coisa que aprendi enquanto trabalhadora no atendimento ao público é que as pessoas têm lata para tudo !

    ResponderExcluir