quarta-feira, 20 de junho de 2018

"Não dão ponto sem nó"

Acho graça quando as pessoas tentam fazer passar as suas ações manipuladoras como um grande ato altruísta. "Olha aqui o que eu te estou a dar"... como se os outros não percebessem que, com isso, eles também estão a ganhar alguma coisa. Como se eu fosse totó para acreditar em tamanha generosidade. Quando vêm com a farinha, já eu fiz o bolo. Mas é um jogo que eu gosto sempre de jogar, faço-me de parva, como se não tivesse percebido, e farta de saber o que está por trás daquela ação aparentemente tão generosa. Então com homens, que adoram pensar que estão no controlo de tudo, ainda mais gozo me dá. Parvos são eles, topo-os à distância. Que mundo podre.

2 comentários:

  1. E quando voltamos a ler algo mais positivo que não um constante apontar de dedo aos outros!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o anónimo se der ao trabalho de ler os posts abaixo em vez de pegar num post único, que nem sequer é um apontar de dedos a outros, é uma constatação de coisas que acontecem, tem muito com que se entreter.

      Excluir