quinta-feira, 12 de abril de 2018

Ficar em casa é um caminho sem volta

A pessoa habitua-se a estar em casa e depois dá preguiça para fazer o que quer que seja na rua. Ter que vestir roupa de sair só para ir ao pão/correios/banco/compras é uma chatice. Dá preguiça. Se puder fazer tudo a partir de casa, melhor. Estas coisas passam a ser evitadas a todo o custo ou durante o maior tempo possível. 

Não invalida a vontade enorme que dá sair para arejar, passear, ver pessoas. Uma coisa é ser obrigado a sair para tratar de assuntos, isso dá preguiça, outra é sair para passear ou porque dá aquela vontade louca de mudar de ambiente. Assim já é bom...e normal. Um bocado contraditório, mas é isto a minha vida.

4 comentários:

  1. Estive uns meses em casa quando vim para o UK, porque tive de tratar de imensa burocracia antes de poder trabalhar, e também me aconteceu isso. O meu maior problema é que acabava por perder um bocado a noção do tempo, porque pensava que tinha o dia todo para fazer as coisas e acabava por adiar tanto com a preguiça de sair que não as fazia mais =p

    ResponderExcluir
  2. Como eu te percebo... Agora que estou de licença de maternidade e com este tempo chuvoso e frio, acabo por ficar em casa e uma simples ida ao supermercado é coisa para fazer mas só mesmo porque tem de ser, senão vai o maridão às compras!

    ResponderExcluir
  3. Mas este tempo dá ânimo a alguém para querer sair de casa ??? Que primavera 😬

    ResponderExcluir
  4. Para passear há (quase) sempre vontade! :D

    ResponderExcluir