segunda-feira, 23 de abril de 2018

Ainda a saga dos vizinhos selvagens

Desta vez não foram os vizinhos de baixo, mas é igualmente uma selvajaria o que se passa aqui nos prédios ao lado. O meu pai foi-nos levar a casa depois do jantar e vejo uma senhora sair toda disparada do prédio para o meio da rua. Nisto começa outra aos berros, a meter-se com um homem. Era ela a discutir com ele e mais duas amigas ou lá o que eram a agarrá-la. Entrei em casa e pronto, que eu não gosto de ficar a ver o espetáculo, mas comecei logo a ouvir toda a gente a abrir as persianas. 

No dia seguinte diz-me o meu pai que ela dizia para as amigas que a tentavam demover de se atirar à porrada ao homem: "larguem-me suas vacas, larguem-me putas!". Se fala assim para as amigas, é bom de imaginar o que dizia ao homem com quem discutia. Depois os vizinhos começaram a berrar para ela se calar porque queriam dormir. E o homem com quem ela discutia só dizia que lhe dava uma chapada. 

E é isto, foi neste sítio civilizado onde eu me fui meter.

3 comentários:

  1. Realmente e infelizmente, a maioria dos vizinhos são um tormento (pelo menos que eu tenha tido)... :/ lamento que estejam a passar por isso.

    R.: No nosso caso recebemos mesmo pessoas para ficarem alguns dias connosco com alguma frequência (familiares distantes e amigos que estão fora) e adoramos fazê-lo - era uma das coisas que mais gostava na outra casa. Mas não se aplicava aos casos de amigos com quem estamos que depois ficam lá a dormir, como quando éramos adolescentes (nem nessa altura isso aconteceu comigo xD) tal como referes!
    Ainda assim, para ter visitas não precisamos de muito mais que uma cama (um quarto a mais) e um sofá e boa vontade.
    É exactamente como dizes: não é por termos uma casa grande que o amor se multiplica nem por teres uma mais pequena que não esteja a abarrotar de amor :) <3

    ResponderExcluir
  2. Os meus vizinhos de cima são uns selvagens! Nunca tive vizinhos como eles e já deixamos bilhetinho na porta! Se por vezes estão tão sossegados que até estranha, há dias que parece que estão a destruir o apartamento!

    ResponderExcluir
  3. É por estas razoes que ainda não arrisquei ir viver com o meu rapaz.
    Ou bem que saímos para um local idêntico onde residimos, ou então é complicado. Tenho a certeza que eu já tua situação já tinha voltado para casa dos pais 😂

    ResponderExcluir