sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Desinteresse ou inaptidão?

Li um segredo no shiuuuu em que a autora se queixava que se notava o desinteresse nas prendas que o namorado lhe oferecia, que parecia que ele nem queria saber. Depois alguém comentou que o pai nunca escolhe nada para oferecer, diz à pessoa para comprar o que quiser e depois dá o dinheiro. Eu acho isto terrível, é uma coisa que mexe com o meu sistema nervoso.

O meu pai também é assim. Nunca sabe o que comprar porque nem sequer está para se chatear. Durante anos fui eu a escolher as prendas que ele deveria dar à minha mãe, por exemplo. Até na hora de dar um anel de noivado à pobre mulher, levou-a a uma ourivesaria para ela escolher! Eu acho isto de uma falta de noção de todo o tamanho. Onde é que fica o efeito surpresa? Onde está o carinho nos pormenores de escolher uma coisa à medida da pessoa? Parece que dão porque são obrigados e, se é assim, mais vale nem dar nada (até porque ninguém é obrigado a dar prendas, obviamente). Como ele, muitos. Eu não me posso queixar do meu namorado porque ele está sempre atento às dicas que eu vou dando, conhece-me bem e sabe o que eu gosto, da mesma forma que se empenha em escolher algo bem pensado, algo que sabe que é a minha cara e que vou adorar. E tem sempre as explicações mais fofas sobre o porquê de ter comprado aquilo e não outra coisa qualquer. Um querido. Mas como ele, há poucos, que eu sei. Sorte de quem os tem (o segredo é apanhá-los cedo, já vos expliquei) :p Já lhe disse muitas vezes que, se me fizesse uma daquelas na hora de me pedir em casamento, eu escolheria o anel maior e mais caro que estivesse na loja só para ele aprender a lição. Se é para escolher, eu escolho em grande minhas amigas, que a carteira é de pobre mas o olho é de rico. Onde é que já se viu pedir a pessoa em casamento sem o anel e ainda a fazer ir escolher mais tarde? A minha mãe é que é uma fofinha, porque se fosse ruim como a filha, bem que o desgraçado ficava à espera da resposta até chegar o anel. 

Mas, digam-me lá, é impressão minha ou estas coisas parece que vêm sempre de homens? Será que é uma característica típica do sexo masculino este desinteresse na hora de comprar prendas? Será porque são práticos e não ligam a surpresas ou porque são só sem noção? Têm este tipo de queixa de alguém na vossa vida?

5 comentários:

  1. Eu chamar-lhe-ía medo de errar. E, sim. É coisa do homens. Desde que me lembro o meu pai dava dinheiro à minha mãe e ela comprava. E entendo. A minha mãe reagia sempre tão mal quando ele comprava alguma coisa. É que nem disfarçava.

    ResponderExcluir
  2. Eu penso que isso está a mudar ligeiramente, com o tempo mas... É mesmo mal dos homens!!! Beijinhos*

    ResponderExcluir
  3. Não, não é só uma coisa de homens. Tenho uma mãe igual, sem noção nenhuma. E agora tenho um namorado igual... Ainda não tenho a minha prenda de Natal sequer. De nenhum dos dois xP No entanto, a minha mãe nunca vai deixar de ser minha mãe. Nos namorados, isto pode ser diferente, porque isso associado a outras atitudes que mostrem desinteresse pode levar as suas namoradas a ponderar o estado da relação. Já aconteceu a uma amiga minha... O Natal foi só a gota de água para ela e mandou-o ir dar uma volta.

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que, salvo algumas exceções, conhecendo a pessoa percebe-se se é desinteresse ou inaptidão.
    Uma vez, numa troca de prendas, recebi um pijama, umas meias e umas pantufas super giras, de uma pessoa que, sei porque a minha mãe me contou, escolheu tudo aquilo com o maior dos cuidados e entusiasmos. Ora, qual não é o meu espanto quando olho para a etiqueta do pijama e vejo que o tamanho era XL. Ora, ninguém olha para mim e diz que eu visto um XL, eu sou uma amostra de gente. Portanto isto é uma pessoa com total inaptidão (e falta de noção), diria eu, mas com a melhor das intenções.

    ResponderExcluir