sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Tenho um problema (fútil) dos graves...

Eu nunca sei o que fazer ao meu cabelo.

Tudo começou em 2010, quando decidi que queria pintar o cabelo. Na altura, acharam que era demasiado cedo para começar a estragar o cabelo com tintas e sugeriram que fizesse umas madeixas. Deixei-me levar pela conversa e lá deixei que me fizessem as madeixas. Madeixas fininhas, castanho claro, num cabelo quase preto foi um desastre. Nunca gostei daquele efeito "olhem pra mim que fiz madeixas" e sempre preferi algo mais subtil e nada muito marcado, por isso odiei. No dia seguinte estava a comprar tinta num supermercado para apagar aquela burrice. Essa foi a primeira vez que fiz coisas estúpidas no meu cabelo e a primeira vez em que fiz uma mudança radical. Depois disso já cortei franja, arrependi-me e deixei crescer só para voltar a cortar franja pouco depois umas duzentas vezes. Já tive o cabelo de cores cobre do mais escuro ao mais claro, quase ruivo. Já pintei o cabelo de vermelho, de violeta, de quase roxo, de castanho muito escuro. Já cortei mais de metade do comprimento total do meu cabelo. Já voltei a fazer madeixas, a adorar, a odiar, a fazer de novo, a pintar por cima do tom mais próximo da minha cor natural para ficar mais discreto e recomeçar. Enfim, eu nunca estou bem. Até já tenho vergonha de ir ao cabeleireiro e dizer "S. estou farta do meu cabelo, vamos faz x" e voltar lá no mês seguinte e já querer fazer outra coisa diferente.

O drama é que eu quero coisas que precisam de muita manutenção mas nem eu tenho pachorra, tempo nem dinheiro para andar sempre a inventar. E não posso fazer coisas que sejam muito txanan (como eu queria um cabelo rosa... ou preto com reflexos roxos) porque preciso de uma imagem mais formal para o meu trabalho. Também não quero cortar nem fazer coisas loucas que me dêem cabo do cabelo, que é giro ter um cabelo todo comprido mas tem que ser saudável. Estão a perceber a dificuldade?

Por um lado, queria muito voltar a ter o cabelo escuro, como o meu tom natural. Já tenho algumas saudades de me ver com o cabelo mais natural e não ter que me preocupar com pintar raízes. Por outro lado, eu adoro tons mais claros de castanho e queria algo com mais luz, com uns reflexos bonitos. No fundo, eu queria poder mudar de cabelo todas as semanas. Pronto, é isso. Eu precisava era de um cabeleireiro sempre à minha disposição e que fizesse no meu cabelo exatamente a mesma coisa que eu adoro nas imagens do pinterest que guardo como inspiração :) Tipo isto:




(Fora a vontade de cortar o cabelo exatamente como nesta última imagem, em conflito com a vontade de ter cabelo até ao rabitxo. Sou um poço de indecisão)

Ando aqui num dilema que nem vos passa. São futilidades, ok? Há males maiores no mundo mas é isto que me apoquenta neste momento. 

8 comentários:

  1. Somos duas! E ando exactamente na mesma vibe que tu! Quero voltar ao castanho!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // GANHA UMA BEAUTY BOX!

    ResponderExcluir
  2. Quando ao tom mais claro que gostavas de ter, mas pouca vontade de andar sempre a retocar as raízes (deve ser a maior seca!), acho que podias optar por um ombré :) Como sabes fiz um há uns dois anos e gostei bastante. Entretanto o meu cabelo parece que nunca mais voltou a ser todo castanho, tem sempre montes de "madeixas" e mil tons diferentes. Eu gosto assim e aposto que ias adorar em ti, sendo que dá muito menos trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já tenho marcação para amanhã, o telemóvel cheio de inspirações e agora é só ter fé que tudo corra bem! ahahah Já sei que vou adorar nos primeiros quinze dias e depois querer algo completamente diferente :)

      Excluir
  3. Tenho o cabelo meio ondulado tipo o das fotos e em Dezembro do ano passado cortei acima dos ombros, a achar que ia ficar giríssimo. Bom, ficou mas enquanto foi curto precisou de mais manutenção do que alguma vez precisou enquanto comprido. Entretanto e com mais um corte ou outro de manutenção de pontas, só agora voltou a ter o mesmo comprimento e sinceramente enquanto me lembrar a trabalheira que tive durante meses, não o volto a cortar tão curto seguramente ;) quanto a pintar, nunca pintei! Adoro a minha cor de cabelo castanho escuro e gosto mesmo dela assim.

    ResponderExcluir
  4. A maior loucura que já fiz ao meu cabelo foi de passar de morena a loira mas pessoalmente adoro ver-me de cabelo mais claro :)

    ResponderExcluir
  5. Ahahah ri-me muito com o cabelo até ao "rabitxo"! Tenho há moooontes de tempo um post semi-escrito sobre a temática cabelo, mas sou o oposto de ti. Super "boring", sempre no mesmo registo. Eu diria para pintares de loiro, porque é só o que falta aí :D Estou a brincar... Acho que devias cometer a "loucura" (porque não é loucura, ias ficar gira!) de tentar a versão da última imagem. Como tu própria sabes e muito bem.. É cabelo, volta a crescer ;) Não tarda já o terias pelo "rabitxo" outra vez.

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente o meu cabelo é fino e não muito, cabelo muito comprido não me fica muito bem. Pelos ombros é o máximo a que deixo chegar. Adoro bobs e escadeado, neste momento está ligeiramente abaixo das orelhas. Quanto à cor, há uns anos fiz umas nuances castanho claro. Nunca mais pensei nisso até Março, fiz madeixas vermelhas, adorei o resultado no meu cabelo quase preto. Há pouco mais de uma semana fiz novo corte e pintei pela primeira vez, um vermelho meio cereja. Adoro! Acho que descobri a minha cor. :D E o melhor? A tinta, apesar de não ser permanente, é feita à base de plantas e fruta, cereja e amêndoa era a base da minha. Cheirava divinamente e não é tão nociva. É difícil encontrar uma cabeleireira como deve ser, sorte que a minha (há uns 8 anos já) alinha nas maluqueiras que quero e ainda sugere mais, e eu gosto sempre. :)

    ResponderExcluir
  7. Eu nunca fui de pintar cabelos, nunca fui, mas é pequeno dilema quando decido ir ao cabeleireiro.. nunca sei se peço para cortar apenas as pontas estragas, se faço um corte radical.

    https://norwegian-heart-portuguese-blood.blogspot.pt/

    ResponderExcluir