quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Agradecer

Sei que reclamo muito, que me queixo com frequência de imensas coisas, que há uma quantidade sem fim de coisas que me chateiam, que me irritam e com as quais me passo (muitas vezes) sem necessidade. Apesar disso, sei agradecer e percebo a sorte que tenho em ter tantas bênçãos na minha vida. O exercício da gratidão é algo que faço (quase) todos os dias. Agradeço:

Por ter um relacionamento estável e feliz com uma pessoa maravilhosa que me atura as neuras, que me dá valor, que me aceita mesmo cheia de defeitos e que me faz encarar a vida de forma mais positiva e com outra paz.

Por ter saúde e pelas pessoas que amo estarem todas bem.

Por ter trabalho, mesmo que não seja o trabalho dos meus sonhos. 

Por ter a força para sonhar e definir planos que me fazem levantar todos os dias e correr atrás...

Por ter amigos, poucos mas bons, que estão sempre presentes apesar da distância.

Por ter dinheiro para começar a concretizar alguns dos meus planos.

Por ter um teto, roupa lavada e comida na mesa.

É difícil, no meio dos problemas do dia a dia, das contrariedades, das constantes pressões e preocupações, conseguir ver o lado bom da vida. Há dias maus para toda a gente, há coisas que queríamos e não temos ou não podemos fazer, há sempre algo que gostaríamos que fosse melhor na nossa vida. Essa capacidade de querer sempre mais não é necessariamente má, até porque funciona como fonte impulsionadora para conseguirmos ter mais coisas que nos fazem felizes e ser melhores. Querer mais e melhor não pode é apagar as coisas boas que já temos e isso é que é difícil de ver no dia a dia. Estamos focamos no que queremos e não temos e esquecemo-nos das coisas boas que já estão ao nosso alcance. Por isso é que é importante parar para pensar em tudo de bom que temos na nossa vida e agradecer. Agradecer, sobretudo, esta capacidade de olhar para a nossa vida e encontrar tantas coisas boas pelas quais nos sentimos gratos. 

E vocês, pelo que é que se sentem gratos?

8 comentários:

  1. Tenho agradecido muito pelas oportunidades que tenho tido e pelos ensinamentos que a vida me tem dado. Nem sempre é fácil olhar e ver coisas boas, até porque é complicado vermo-nos como privilegiados quando tudo parece correr mal... Mas a verdade é que o somos. Há problemas tão mas tão graves na vida e nós às vezes ficamos chateados por problemas simplesmente fúteis. Parar, respirar e valorizar é sempre importante :)

    ResponderExcluir
  2. É verdade, muitas vezes somos ingratos com a vida. Há dias menos bons, situações complicadas, alturas em que parece que o mundo vai acabar. Mas tudo passa. E não podemos esquecer que há sempre quem esteja bem pior do que nós e nem se queixa tanto.
    Sou a anónima do comentário do post "velha retrógrada", hoje gostei do que publicaste e resolvi manifestar-me. Não pode ser só quando não concordo. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É esta atitude que eu também mantenho e que gosto de ver em quem aqui passa: mostrar quando gostamos e quando não gostamos.

      Obrigada por continuar a vir, a ler e a comentar. Seja a concordar ou a discordar :)

      Excluir
  3. Eu passo a vida a reclamar das coisas e realmente nunca dou valor ao que tenho e isso é muito importante.

    https://norwegian-heart-portuguese-blood.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. É, sem dúvida, muito importante agradecermos pelas coisas boas na nossa vida, muito mais que queixar-nos até. Eu agradeço por tudo, pelo que tenho, por algumas das coisas que enumeraste aqui, por ter o apoio da minha família nas minhas escolhas, pelas lições, por tanta coisa...

    ResponderExcluir
  5. Pela minha família, sem dúvida e por poder fazer o que mais gosto. Sou muito grata pelas pessoas que amo, mesmo. Considero-me uma miúda de sorte!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // GANHA UMA BEAUTY BOX!

    ResponderExcluir
  6. Por vezes queixamos-nos tanto que nos esquecemos de todas as coisas boas que temos.
    Acho que faz sempre falta parar um bocadinho e agradecer :)

    ResponderExcluir