terça-feira, 29 de agosto de 2017

"Não quero que leves a mal, não é para te ofender, mas..."

Quando alguém começa uma frase com "Não quero ser desagradável mas..." ou "Não é minha intenção ofender mas..." já podem começar a preparar-se para que sejam desagradáveis e ofensivas. É assim uma espécie de lei da vida. As pessoas pensam que podem simplesmente dizer o que lhes apetece depois dessa introdução sem que os outros fiquem incomodados, ofendidos ou melindrados, afinal de contas não é intenção ser desagradável ou ofender. Só que é, é sim. É uma forma simpática de dizermos o que queremos, darmos uma opinião bem crua e muitas vezes até rude, mas sentirmo-nos protegidos da fúria do outro porque, afinal de contas, dissemos logo que não era por mal, não era para ser desagradável ou para ofender. De cada vez que pensemos dizer uma coisa destas, pensemos duas vezes antes de realmente falar. 

4 comentários:

  1. Quando começam a frase assim já fico eu furiosa mesmo sem ouvir como termina!
    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Eu percebo a "intenção" por trás dessa frase. Às vezes é preciso dizer-se coisas mais duras que não é mesmo para ofender ou chatear mas porque achamos que a pessoa precisa de ouvir aquilo. Tipo uma chamada de atenção.... mas óbvio que de una frase que começa assim, nunca vem coisa boa XD

    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderExcluir
  3. Eu desligo logo após a frase inicial!

    ❥ Biju da Ju,
    juvibes.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  4. Muito raramente uso essa frase, porque com as pessoas com quem poderia usar - aquelas com que me preocupo o suficiente para ser má e agressiva - não uso. Sou assim e pronto. Mas às vezes há umas almas sensíveis, que há... E tenho de dizer "calma lá, eu não estou a ofender ninguém".

    ResponderExcluir