sexta-feira, 9 de junho de 2017

Apontar, apontar e apontar!

Quem nunca ouviu alguém proferir ou até mesmo disse a célebre frase "Ainda há dias recebi, já só tenho meia dúzia de euros na conta; juro que não sei para onde o dinheiro vai!" ? Pois é, acho que já todos fizemos ou ouvimos alguém fazer um desabafo desses. E se é verdade que muitas vezes é apenas uma forma de expressão, porque as pessoas sabem exatamente onde gastaram o dinheiro, apenas foi todo para pagar contas e serve para mostrar esse descontentamento, por outro, acredito que há mesmo muita gente que não faz ideia de onde gasta o seu dinheiro.
O problema reside nisso mesmo, no facto de não nos apercebermos em quê ou onde estamos a gastar dinheiro. É tão recorrente ir levantar dinheiro, troca-se a nota para pagar qualquer coisa e, de repente, já se foi tudo. O problema é que vai uma moedinha aqui, meia dúzia de cêntimos acolá mas, tudo somado, faz grandes quantias no fim do mês. 

Não me canso de dizer que o segredo é apontar os gastos! Seja num papel, num caderno, numa app específica para o efeito, não importa. O que importa aqui é apontar tudo, mas mesmo TUDO, das despesas grandes com rendas, empréstimos, comida, até ao café que tomamos ou ao chiclete que compramos. Tudo conta na hora de fazer contas. Já há anos que tenho esta mania de apontar tudo, mas este registo mais relacionado com dinheiro só desde que comecei a trabalhar e a ganhar (e gastar!) dinheiro mesmo meu, do meu esforço. Para mim é importante saber onde ando a gastar, do que posso prescindir, onde posso controlar melhor, o que tenho mesmo que cortar de vez. Não só é importante para quem tem objetivos de poupança, como para quem quer saber a quantas anda. Eu sou muito controladora nestas coisas e muito organizada. Aponto tudo numa app que até já falei por aqui. Gosto que tenha uma notificação que me indique que estou a gastar demais em determinado tópico, por exemplo. Se costumo todos os meses apontar 20 euros de despesa com o telemóvel, por exemplo, e num dado mês aponto 25, a aplicação diz logo que costumo só gastar 20 e como posso fazer para baixar esse custo. É interessante essencialmente pela comparação entre meses. Dá para ver em que meses gasto mais e tentar perceber porquê (há mais aniversários? saí mais? tive despesas inesperadas? comprei coisas que não precisava?). 

Não é uma questão de ser forreta (se bem que também sou bem poupadinha e controlada nessas coisas), de ter muito ou de ter pouco. Acredito que fará bem a toda a gente fazer este exercício, seja ou não rico, porque é muito mais um exercício de conhecimento e controlo sobre os nossos hábitos de consumo e estilo de vida do que propriamente uma forma de poupar (embora essa seja uma consequência lógica, se assim quisermos). 

Faz-me muita confusão que haja pessoas que não fazem ideia da média de gastos mensais em coisas como água, gás, luz e rendas/empréstimos. Faz parte do planeamento do orçamento familiar saber estas coisas. É por isso que depois acontece uma infelicidade qualquer, um imprevisto (desemprego, doença, acidente) e as pessoas nem sabem para onde se virar porque nem tinham noção do que gastam, do que precisam ganhar para fazer face às despesas que não podem mesmo evitar. Não custa nada! É tirar 1 minuto de cada dia e apontar os gastos diários ou então tirar uns segundinhos e apontar logo que fazemos uma compra ou pagamos alguma coisa. 
A mim não me interessa que me gozem, que achem que sou control freak ou poupadinha, que ando sempre a apontar as coisas... Eu gosto muito de saber a quantas ando e de ter o mínimo de controlo sobre a minha vida. 

14 comentários:

  1. Nisso posso dizer que sou bastante organizada, tenho um excel onde controlo tudinho! Dá-me imenso jeito e ajuda-me a controlar os gastos. :D
    Poupadinhas mas caso aconteça algo, estamos salvaguardadas.

    ResponderExcluir
  2. não é uma questão de ser forreta, é uma questão de controlar as coisas! percebo-te! não me preocupo com isso porque o dinheiro não me chateia. não sou muito gastadora, admito. Sou muito controlada nas coisas que compro. :)

    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderExcluir
  3. Ao longo do tempo fui-me tornando mais conscienciosa no que diz respeito a gastos, exactamente para quando acontecem imprevistos não ser apanhada desprevenida :)

    ResponderExcluir
  4. Eu não uso nenhuma aplicação mas sei a média do que gasto, até porque tenho que deixar um X de dinheiro no final do mês para os gastos que sai em logo nos primeiros dias. E o meu namorado faz o mesmo porque a renda também sai logo nos primeiros dias. Aprendi a ser mais controlada desde que vim para a minha casa e já conseguimos poupar bastante dinheiro. Faz toda a diferença ter atenção aos gastos :)

    ResponderExcluir
  5. Eu aponto sempre os mesmos gastos! Acho super importante termos esse hábito!
    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderExcluir
  6. Sempre! Não falha um dia e realmente faz toda a diferença!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Estou constantemente a apontar os gastos, o que tenho por pagar e a fazer contas ao que quero/consigo pôr de parte. Faz realmente toda a diferença em termos de organização pessoal. Sem dúvida!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Pode-me dizer o nome da app por favor?! Parece-me uma óptima ideia!

    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  9. Não ter noção nenhuma de onde se gasta é uma desorganização que tb me faz muita confusão...

    ResponderExcluir
  10. Faz-me muita confusão ouvir esse tipo de coisas.

    ResponderExcluir
  11. Ganhei esse hábito quando vim para a Suíça, apesar de não ser o meu dinheiro... Mas precisava de saber a quantia louca que andava a gastar. No entanto, só fiz isso nos primeiros 5 ou 6 meses... Ficava tão deprimida a fazê-lo, que preferi deixar de pensar no assunto! :P No entanto, continuo a ter (mais ou menos) o mesmo estilo de vida, por isso sei quanto ando a gastar e no quê (até porque pago muitas coisas com cartão, sei exactamente para onde foi o dinheiro). Quando tiver o meu próprio salário, quero controlar as coisas de alguma forma (até porque quero ter uma vida confortável, mas não gastar tudo o que ganho, não não) e uma app parece-me uma boa ideia!

    ResponderExcluir
  12. Comecei este mês a usar uma aplicação desse género :)

    ResponderExcluir