terça-feira, 28 de março de 2017

Elogios

Cada vez mais me apercebo das coisas que são importantes para mim e tenho mais noção das coisas que gosto e do que não gosto. Faço muito este trabalho de autoanálise, não só referente aos meus gostos e interesses, mas à pessoa que sou, no meu todo. Numa destas sessões autocentradas, apercebi-me do poder de um elogio e dos tipos de elogios que melhor funcionam comigo.

Penso que é universal, que toda a gente gosta de ser elogiada pelas características físicas que possui. O nosso corpo, a nossa imagem, é o nosso cartão de visita. Sabe bem saber que os outros nos acham bonitos e jeitosos, que nos elogiem os olhos, as pernas, as mãos, sei lá! É bom saber que nos consideram atraentes ou simplesmente agradáveis à vista, afinal de contas é com esta imagem que criamos as primeiras impressões. Ainda assim, tenho-me apercebido que o que mais me impressiona e me deixa "sem jeito" são elogios a características psicológicas e pessoais, não relacionadas com o meu aspeto.

Na teoria, toda a gente pode ser ou tornar-se bonito. Não há muito a fazer com o nosso tamanho, por exemplo, mas podemos mudar o corte ou a cor de cabelo, colocar aparelho, usar lentes, emagrecer ou engordar, vestir de forma diferente... Depende um bocadinho do dinheiro que cada um tem para investir nessas coisas, podendo mesmo haver a possibilidade de intervenções estéticas de maiores dimensões, mas é bastante possível hoje em dia as pessoas melhorarem o seu aspeto físico. Contudo, questões referentes a traços de personalidade são muito mais difíceis de mudar e requerem um trabalho interno extraordinário que nem toda a gente consegue atingir. Aliás, não sei se acredito que seja possível mudar completamente traços psicológicos, embora a minha formação me devesse iluminar nesse campo. Não acredito que as pessoas mudem da noite para o dia ou que mudem, de facto, mas acredito que possa haver um trabalho que permita atenuar algumas características ou torná-las mais funcionais no dia a dia. De qualquer maneira, depende muito dos casos. Por isso mesmo, quando alguém elogia alguma característica desse tipo, dou muito mais valor.

Além de que eu prefiro ser vista como uma boa pessoa, alguém de bom coração, com valores, com educação, alguém que se dedica aos outros, que se compromete, por exemplo, do que uma menina bonita. Eu sou e serei sempre muito mais do que aquilo que se vê ao espelho, por isso pretendo sempre que os outros consigam ver para lá do meu sorriso ou dos meus olhos... 
Já por diversas vezes me disseram "és uma pessoa bem resolvida" e isso teve um impacto muito maior na minha vida, na minha autoestima, do que qualquer elogio ao meu aspeto exterior. Não sou hipócrita, gosto que os outros me considerem bonita claro, mas estas pequenas coisas fazem a diferença entre ser uma pessoa bonita e ser SÓ uma cara bonita (que, ainda por cima, é um conceito muito subjetivo e discutível, já que o que para um é bonito, para outro pode não ser). Se querem ganhar a minha atenção, elogiem-me características da minha essência e não do meu aspeto. 

6 comentários:

  1. «Se querem ganhar a minha atenção, elogiem-me características da minha essência e não do meu aspeto», tal e qual!

    ResponderExcluir
  2. Apesar de tudo, ser bonita continua a ser um excelente cartão de visita e abre muitas portas. É uma triste verdade.


    Ms. Telita | Telita LifeStyleFacebookinstagramTwitterbloglovin'

    • novo grupo para divulgação de blogs: blogs Lifestyle Portugal

    ResponderExcluir
  3. Se a pessoa elogia o nosso interior, é algo muito mais intimo. Prefiro também :)

    THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM //

    ResponderExcluir
  4. Percebo! E fico ainda mais "rendida" quando pessoas que me conhecem há pouco tempo reparam em certas coisas que eu sei que sou, mas que não sabia que se reparavam. Mas não te preocupes, M., eu confirmo que és muito gira :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. És uma querida, sempre um amorzinho :) Tu também és bastante gira ;)

      Excluir