quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Essa calamidade mundial

A par da paz mundial, do fim da fome no mundo, de um emprego decente e de saudinha para mim e para os meus, vou começar a incluir nas minhas preces que o meu namorado nunca vire daqueles homens que oferecem eletrodomésticos ou coisas para a casa às suas respetivas, nas ocasiões festivas.

Deus me livre e guarde de começar a receber naperons, faqueiros, ferros de engomar e conjuntos de copos no Natal e nos anos. Há lá coisinha mais deprimente... A não ser que eu perca a cabeça e peça explicitamente algo do género, espero que nunca ninguém se lembre de semelhante. Juro que fico deprimida só de pensar em deixar de receber coisinhas bonitas para mim e começar a receber coisas para a casa (por muito que eu adore coisas de casa, loiças, roupas de cama, etc, que sabe Deus como eu me pelo por essas coisas). Ouvir pessoas contar alegremente que o marido lhe ofereceu um secador de cabelo nos anos deixa-me deprimida só de pensar. E pensar que, quando fiz quinze anos, e tendo começado a namorar meio ano antes, me ofereceram um conjunto de varinha mágica com picadora, uma cafeteira daquelas de levar ao fogão e um espremedor de laranjas elétrico. Tanta coisinha bonita em alternativa, mas pronto, nem vale a pena pensar mais no assunto. 

6 comentários:

  1. Ahahah há sempre aquelas pessoas que ainda pensam que a mulher tem que juntar o enxoval! Felizmente que os tempos evoluíram e já não é nada assim...

    ResponderExcluir
  2. Espero que isso n aconteça mesmo :)

    ResponderExcluir
  3. hahahah! Eu quando estava em modo "vamos lá juntar os trapos", ainda pedimos uns electrodomésticos como prenda. Mas foram escolhidos a dedo pelos dois, que se uma pessoa não se casa ao menos nisto tem que ter direito de escolha =P

    Um beijinho,

    http://obiquinidourado.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nessa situação é diferente. Tal como eu disse, a não ser que eu peça, não queria receber nada disso. Claro que quando as pessoas casam ou vão morar juntas, tudo isso dá imenso jeito. Mas, ainda assim, como prenda de aniversário ou natal, é mau. Que seja como prenda de casamento ou de "morar juntos", tudo bem :) Ainda assim, ser o namorado/marido a dar, parece-me muito chatinho :p

      Excluir
  4. A sério que te ofereceram isso aos quinze anos? Opá tenho de me rir ahahah E sim, concordo contigo. Com tanta coisa gira para oferecer às mulheres!!

    ResponderExcluir