quinta-feira, 20 de outubro de 2016

What it's like having synesthesia

                   

Já uma vez escrevi sobre isto (mas sou muito preguiçosa para ir procurar o post, que sei que está algures nos primórdios deste blog), mas para mim os números, as letras e algumas palavras têm cores na minha cabeça. A primeira vez que me apercebi que isto não funcionava assim para toda a gente foi quando, em conversa, contei isto ao meu namorado e ele ficou perplexo com o assunto. Juro que pensava que toda a gente atribuía cores às coisas que se passam na sua cabeça.

Não sei se isto fez sempre parte de mim, se foi algo que se começou a notar mais com o tempo, mas eu sempre associei números a cores. O 7 é verde, por exemplo, o 5 é vermelho, o 2 é branco... O 25 é branco e vermelho e por aí fora... Essa de as pessoas sentirem o sabor de palavras para mim é nova, algo que nunca imaginei. Isso e de haver pessoas que vêem música. Mas nada me parece estranho, sinceramente. O nosso cérebro é capaz das coisas mais interessantes!

A verdade é que isto da sinestesia dá um certo jeito na hora de estudar, por exemplo. Juntando ao facto de ter uma excelente memória fotográfica, imaginem o jeito que me deu na escola. Lembro-me de estar nos exames da faculdade, sair uma certa pergunta e eu saber de cor qual era a página onde estava aquela matéria, a cor a que estava sublinhada, se estava mais para cima ou mais para baixo na folha... às vezes sabia as palavras exatas que lá estavam escritas. Não que com isso me tenha tornado numa aluna brilhante, mas adiante. 
Fico sempre contente quando conheço pessoas a quem o mesmo acontece! Se calhar é mais comum do que pensamos, mas simplesmente ninguém fala muito sobre o assunto. Era engraçado que toda a gente fosse capaz disto :) 
Alguém por aí a quem aconteça algum destes fenómenos falados no vídeo?

15 comentários:

  1. O meu 7 é verde, o meu 8 é vermelho e a letra A também! ^^
    Os dias da semana também têm cores para mim!
    Que giro alguém falar disto, nem sabia que tinha um nome específico. :)

    ResponderExcluir
  2. Também imagino cores mas são sempre aleatórias; umas vezes o 6 é rosa, outras é prateado e por aí vai xD O que não falha é conseguir "cheirar" palavras: isso fez com que eu demorasse a ler O Perfume, porque o início cheira muito mal e fiquei tremendamente enjoada :|

    Beijinho*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cheirar palavras é algo que eu nunca tinha ouvido falar até ver este vídeo. Que coisa engraçada! Mas deve ser desagradável em certas situações :p

      Excluir
  3. Nunca tal me aconteceu mas nos exames ia dar-me um jeitaço !

    ResponderExcluir
  4. Já somos duas :D o meu 3 é verde, o 4 é amarelo, o 8 é azul, o 5 é vermelho... e por aí fora :P as minhas letras também têm cores... é giro :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para mim as letras também têm cores! Mas essas já são mais aleatórias na minha cabeça e não como os números, em que cada um tem a sua cor e não muda.

      Excluir
  5. Nos testes também me conseguia lembrar da página onde estava escrito, se era frente ou verso e a estrutura da página em questão.. Mas isso de dar cores aos números, nunca faço.

    Patrícia S.

    ResponderExcluir
  6. Eu também me lembrava das páginas da matéria se estava mais acima ou mais abaixo, se tinha imagem, onde e como era etc. Mas isso das cores não. É bem interessante!

    ResponderExcluir
  7. Não, não associo números e letras a cores :p aliás, a nada! Muito interessante, de facto. E faz sentido que toda a vida tenhas achado que isso acontecia a toda a gente :P A minha parte nerd, que anda a ler muitas coisas sobre conectividade cerebral, quer saber mais sobre o assunto :D

    ResponderExcluir
  8. Depois de ter percebido que era um fenómeno que não se passava com toda a gente, pensei que fossem menos as pessoas capazes de tal. Fiquei muito intrigada que tantas de vocês façam o mesmo! Obrigada pela partilha.

    ResponderExcluir
  9. Tive uma colega de casa, estudante de Arquitetura Paisagística, que associava cores a cheiros. Era incrível , porque além desta associação conseguia definir os nossos estados de alma com cores. Ex: o cansaço extremo associava a verde. Era divertido olhar para a minha cara e dizer: " hum,,, hoje estás mesmo muito verde". Quando lia conseguia sentir o cheiro das emoções que a leitura lhe transmitia. Já ouvi falar muito de casos de sinestesia, mas conviver com alguém assim é extraordinário.

    ResponderExcluir
  10. isto também me acontece!! é tao engraçado.. e quando faço contas de cabeça vejo cores e tipo luzes..! é bué estrnho xD

    beijinho
    the-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Que engraçada, confesso que nunca me coloquei a associar cores a números ou a dias de semana por exemplo, mas o fosse fazer neste momento, a uma sexta, diria que o dia de hoje é amarelo, que para mim é alegria!
    Beijinhos

    ResponderExcluir