domingo, 11 de setembro de 2016

It's so sad

Quando era miúda não entendia porque é que as pessoas ficavam tão tristes pela morte de alguma "estrela". Para mim era só mais um músico, um ator, um escritor. Sei lá. Era empática que chegasse para perceber que a morte de alguém, fosse quem fosse, causava sempre aquela sensação de pesar. Mas só depois de crescida, depois de entender o verdadeiro significado da morte e, acima de tudo, de começar a ter eu própria os meus ídolos, só depois disso é que comecei a sentir verdadeiramente e - pior - a temer a morte de certos artistas. O nosso cantor preferido um dia vai morrer e deixar de cantar e lançar álbuns novos, um dia não vamos ler mais nada novo daquele escritor que adoramos, sei lá, é triste. Fico triste com isso. E se, por um lado, pessoas assim deixam sempre um legado ao qual podemos voltar quando quisermos (basta ouvir a mesma música, ver aquele filme, ler os livros), por outro, a partir da sua morte, nunca mais vai haver nada novo deles para apreciarmos.

Quais são os artistas que não queriam que partissem nunca nunca nunca?

5 comentários:

  1. O meu já morreu vai fazer 10 anos e foi uma dor que ainda não está bem sarada

    ResponderExcluir
  2. Sofri ium bocadinho com a morte do David Bowie e, há mais tempo, com a morte do Vergílio Ferreira (meu escritor preferido de sempre).

    ResponderExcluir
  3. O meu já partiu , Carlos Paiao. Tinha 12 anos na altura..nem queria acreditar...para mim continuará sempre vivo. ❤️

    ResponderExcluir
  4. Se calhar, por já ter enfrentado tantas mortes na vida, as dos artistas não me entristecem...Esteve cá, cumpriu a sua missão, partiu! É deste modo que encaro a morte!! Pode parecer frio, mas as circunstâncias da via assim me tornaram!

    ResponderExcluir
  5. Nesse aspecto sou um pouco como tu ..

    ResponderExcluir