terça-feira, 30 de agosto de 2016

There is no such thing as too many books | A rapariga que roubava livros by Markus Zusak



Este livro é narrado pela Morte, que vai recolhendo as almas das vidas perdidas na Alemanha, durante a segunda Guerra Mundial. A mesma Morte, vai contando as aventuras da pequena Liesel, uma rapariga dada para adoção, que conheceu por altura do funeral do irmão e quando esta havia roubado o seu primeiro livro. Depois disso, são narrados a vida e os roubos de livros desta personagem. 

Eu adorei este livro! Gosto de tudo o que tem a ver com a segunda Guerra Mundial ou fala sobre essa altura, mas este livro tem especial encanto por se focar numa personagem aparentemente tão banal mas que se torna tão intrigante. Gostei mesmo muito da história, o final é muito bonito e não podia imaginar melhor. É um livro muito bem escrito, interessante e dá-nos ainda assim um ponto de vista diferente do que é a vida numa altura daquelas e é muito cativante. Gostei mesmo muito, é das minhas histórias preferidas. Daqueles livros que nos traz imensos sentimentos ao mesmo tempo, que nos deixa de coração nas mãos a ler. Aconselho muito!

6 comentários: