quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Pokemon go

Um jogo que faz os seus jogadores saírem de casa, caminharem e andarem ao ar livre enquanto jogam tinha tudo para dar certo, só não sabia muito bem sobre que faixa etária o jogo iria recair mais.
Primeiro achava que era demasiado perigoso para as crianças que andam por aí sozinhas à caça (e bem sabemos no que deu em alguns casos, com roubos à mistura) e que, para adultos, seria só parvo. Achava que seria um jogo mais indicado para adolescentes, miúdos que normalmente já vão saindo de casa e, aproveitando o jogo, iam também jogando à medida que saiam. Nunca pensei jogar porque achava que não ia ter paciência e confirma-se. Mas depois percebi que é uma loucura transversal, para todas as idades, gostos e feitios.

Instalei o jogo depois de ter visto como funcionava no telemóvel de outra pessoa. Achei engraçado e também queria um Pikachu! :) Joguei nesse dia e parei. Cacei alguns pokemons e pronto. Depois voltei a jogar no dia seguinte só um bocadinho e a febre passou. Não vou sair de casa de propósito para caçar pokemons. Se estiver na rua e alguém falar, sou capaz de me lembrar e começar a jogar novamente, mas ir propositadamente a algum lugar para caçar pokemons já é algo que me ultrapassa. Aquilo gasta bateria comóraio e não estou para isso.

É algo que nunca pensei que fosse ter a afluência que teve, muito menos por parte de tanta gente tão diferente. Pensei eu que seria uma coisa mais específica de certo tipo de pessoas e não que ia agradar a tanta gente. Tenho amigos que andam para aí feitos loucos a apanhá-los todos. Todos querem ser Ash's desta vida e falam do jogo, dos pokemons que já têm, de onde existe este ou aquele tipo de pokemons. Nunca na vida imaginei que fôssemos falar disto no meu grupo de amigos, sinceramente. Com conhecimento de causa, ainda por cima. Até a minha sogra instalou o jogo e já tem mais pokemons que eu! 

Tirando a parte em que as pessoas ficam loucas e não têm cuidado para onde se dirigem, as coisas que fazem e os perigos que correm, acho que é um jogo mesmo engraçado e não percebo como é que tanta gente critica. É um jogo como outro qualquer, não faz mal a ninguém. Ah e tal porque as pessoas andam na rua feitas parvas a olhar para os telemóveis, sem ver as pessoas que lhes aparecem à frente, sem ligar ao que os rodeia. E? Todos os dias fazemos isso ao responder a uma mensagem, quando fazemos telefonemas, quando vamos consultar as redes sociais. O jogo não contribuiu para um maior isolamento, como dizem, mas fez muita gente sair de casa, por exemplo. E conhecer zonas perto de casa, monumentos e coisas em que nunca tinham reparado. Que mal tem isso? É melhor jogar fechado em casa um jogo qualquer? Ao menos assim saem e apanham ar!

5 comentários:

  1. Nunca agrada a toda a gente... e há sempre pessoal que tem que ser do contra, não no sentido de não jogar mas de reclamar com quem joga. Eu acho a premissa do jogo fantástica!

    Beijinhos,
    O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

    ResponderExcluir
  2. Quando foi lançado, ate enjoei de tanto ouvir falar, era um febre enorme.
    Nunca me despertou interesse, acho que não tinha paciencia.

    Aproveito para te convidar a conhecer o meu blogue.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Oh pá... Não tenho paciência!! E então quando os assuntos entre amigos é o jogo?!

    ResponderExcluir
  4. Eu acho o jogo muito giro! Tenho pena de não conseguir instalar no meu telemóvel, confesso! :P Enquanto isso vou jogando no do namorado :P

    ResponderExcluir