quarta-feira, 13 de abril de 2016

There is no such thing as too many books │ O psicólogo de Deus by Michael Adamse


Comprei este livro pura e simplesmente pela curiosidade que o título me despertou. Achei curioso e decidi dar uma oportunidade, por se tratar de mais uma situação de terapia.

"Tinha nome de anjo, chamava-se Gabriel, e logo na primeira consulta disse ao que vinha: era Deus e queria desabafar. O Psicólogo, que já tinha visto de tudo, ficou perplexo: o homem à sua frente não parecia particularmente alucinado. Voz suave, segura, sabia o que queria. E queria desabafar. Ao longo das semanas seguintes, sempre às terças-feiras, Gabriel voltava. Falava de si, das dores do mundo, da esperança, do amor. O Psicólogo ouvia, fazia as perguntas da praxe, cada vez mais perturbado. Porque afinal era o paciente que lhe lia a mente e porque, a cada nova consulta, o Psicólogo descobria em si próprio uma transformação subtil, à medida que todas as respostas lhe iam sendo reveladas..."  (wook)

Achei este livro bastante intrigante e engraçado. No final sugere que realmente tudo aconteceu de verdade, que é uma história verídica, mas acredito que se trata apenas de ficção. Não deixa de ser engraçada a perspetiva de que Deus também precisa de desabafar, de ter um momentinho só para ele e para descarregar as frustrações que a sua função acarreta. Achei que era uma perspetiva gira, que nunca tinha pensado, mas daí a acreditar que isto aconteceu mesmo... De qualquer forma, gostei de ler este livro e recomendaria a sua leitura.



3 comentários:

  1. Achei o plot engraçado, fiquei curiosa :P

    ResponderExcluir
  2. Também já tive com ele nas mãos e fiquei muito curiosa. Tenho de ler =)

    ResponderExcluir