terça-feira, 29 de março de 2016

There is no such thing as too many books │ A prisão do silêncio by Torey Hayden


Esta é uma das minhas autoras preferidas de todo o sempre, não só pela facilidade com quem nos cativa à leitura como pelas temáticas sempre tão envolventes. Torey é uma professora de ensino especial com formação também em Psicologia que foca a sua atividade em crianças com mutismo seletivo, mas vai trabalhando com todo o tipo de problemáticas apresentadas pelos seus alunos. Neste livro, a autora encontra-se a trabalhar numa clínica como psicóloga e tem um novo caso desafiante em mãos. Kevin é um rapaz de quinze anos que não fala, não muda de roupa, não toma banho e não sai de baixo das mesas na presença de ninguém. Torey é chamada à instituição onde este vive para resolver estes problemas. Ao longo do livro vamos vendo a construção da relação terapêutica entre ambos e a evolução do estado de Kevin.

Eu adorei este livro! Como todos os livros desta autora, a história é cativante, deixa-nos sempre a querer saber mais e mais. Como (projeto de) psicóloga, adoro estes livros pela parte prática em si mesma, pelas formas encontradas pela autora para trabalhar com crianças com problemáticas tão difíceis. Mas penso que é um bom livro mesmo para quem não está ligado à área da Psicologia ou da Educação, simplesmente pela história tão bem contada. Recomendadíssimo!

5 comentários:

  1. Também é uma autora que adoro! Li praticamente todos os livros dela há uns quantos anos, incluindo este :)

    ResponderExcluir
  2. Pareceu-me bastante interessante!

    ResponderExcluir
  3. só li um dela e também gostei bastante. Quer dizer, no final fiquei com aquela necessidade de saber exactamente o que tinha acontecido - coisa que não acontece, porque se baseia em factos reais e na realidade nunca se chegou a uma conclusão definitiva - mas foi uma leitura muito interessante e muito cativante.

    ResponderExcluir
  4. Nunca li este, mas adorei A menina que nunca chorava e A criança que não queria falar. São livros muito marcantes

    ResponderExcluir
  5. Conheço as obras da autora, mas nunca li nenhuma. No entanto, estou bastante curiosa em relação a este.

    ResponderExcluir