terça-feira, 8 de março de 2016

Eu não sou machista, mas...

Não basta dizer "Eu não sou machista! Eu acho muito bem que as mulheres tenham direito a serem como os homens, somos todos iguais!" quando depois se recrimina qualquer mulher que se comporte como qualquer homem. 
Uma mulher que fuma é uma vaca, uma mulher que chega a casa tarde é uma galdéria, uma mulher que tenha tido muitos relacionamentos é uma puta, uma mulher que não faça tarefas domésticas é uma desmazelada, uma preguiçosa que não quer fazer nada, que nem para limpar serve. Uma mulher que não saiba cozinhar não serve para mais nada, ninguém há-de querer casar com ela, como se o casamento fosse o objetivo máximo de vida de qualquer mulher. Uma mulher que não quer ser mãe é uma galdéria egoísta que não quer estragar o corpo, só quer boa vida e andar sempre a sair, para poder andar com todos. Mas quando todas estas coisas são feitas por um homem, para estes machistas, são coisas muito naturais. Um homem pode fumar, chegar tarde a casa, ter muitos relacionamentos, não fazer tarefas domésticas e não saber cozinhar, não querer casar ou ter filhos...tudo isto é normal num homem, símbolo de que é até um macho alfa, que homem que é homem não quer essas paneleirices de ser feliz ao lado de uma mulher que ame. Casa porque é pressionado pela mulher com quem está, tem filhos porque ela quer e ela que os ature e, já agora, que cuide da casa e dele também. 

Quando é uma mulher a agir assim, de repente já é insultada, já não é "uma mulher como deve ser". Mas Deus nos livre de achar que estas pessoas são machistas. Não, são muito a favor da igualdade... na casa dos outros. Entretanto as suas Marias que continuem a ser as escravas fadas do lar, a prepararem as suas refeições e a tratarem das suas roupinhas, a ter um comportamento dito exemplar na sociedade para não os envergonharem, que quem veste as calças lá em casa ainda são eles. E depois vêm com essas ideias de que "ah lá vêm elas com o feminismo, não estão bem, ainda querem mais!" como se vivêssemos realmente numa época plena de direitos iguais para homens e mulheres. Só se for no papel, porque na prática...

5 comentários:

  1. Na prática não é bem assim... Feminismo, não sei, mas que há demasiado machismo há. Ainda existem homens (pequeninos) que acham que a mulher não pode ter opinião própria, nem pode ter vontade de ter uma carreira. Mesmo na sociedade, muitos não acham normal que uma pessoa case e não queira ter logo filhos. Como se casar e ter filhos a seguir fosse o que queremos para a vida. Tantos comentários a perguntar para quando um bebé, às vezes só me apetece mandá-los para um sítio. Estudar, construir uma carreira, querer mais do que ser mãe e dona-de-casa, cozinheira, é algo que certas pessoas não atingem. Mentes pequeninas é o que é. É por essas e por outras que muitos homens têm medo de Mulheres com "voz".
    Beijinhos*

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente é a sociedade que temos . Muitas mentes retrógadas.

    ResponderExcluir
  3. É um tema que me chateia ... sinceramente loool xD

    Beijo, Sophie
    www.wordsofsophie.com

    ResponderExcluir
  4. Antes de mais, Feliz dia da Mulher!
    Nos dias de hoje, e o que eu quero para mim, o mais natural é que as tarefas sejam partilhadas, assim como os hobbies e as saídas pois é uma forma de o casal ser feliz e passar tempo um com o outro, mesmo em coisas com obrigatoriedade de serem feitas! Claro que cada um também tem que ter momentos a sós com os amigos / amigas. Mas acorde quem pense assim, já não vivemos na idade da pedra!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Feliz dia! O que mais me escandaliza é o facto de muita mulher ter pensamentos machistas... Eu assumo sem qualquer pudor que não quero filhos por opção ! E nem imaginam as parvoíces que já ouvi e por incrível que pareça de mulheres , a grande parte mais novas que eu!! Idade da pedra e bosta em vez de cérebro !

    ResponderExcluir