segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Almost gone!

Na minha última visita ao dentista, no mês passado, a dentista estava toda ansiosa e decidida a retirar-me o aparelho inferior. Como me queixei que não estava muito satisfeita com o aspeto de um dos dentes da parte superior, decidimos que seria melhor arranjar isso e deixar o de baixo também para acompanhar os movimentos dos dentes de cima. Acabei por colocar na mesma aquele ferrinho de contenção (não sei nomes técnicos) na parte interior dos dentes de baixo e, na próxima visita, tira-se o aparelho. 

Se, por um lado, estou contente por ir ver, finalmente, os resultados destes meses de sofrimento, por outro, não estou com pressa de tirar. É daquelas coisas que se estranha mas depois se entranha. No início é muito sofrido, é um processo chato e de habituação. Tudo dói, tudo aperta, tudo chateia. Já tive dores horríveis: desde as dores normais de sentir a pressão nos dentes quando apertava o aparelho, a dores lancinantes de brackets a roçar a parte interior dos lábios e pequenos "arames" a espetar nas minhas bochechas e a fazer buraquinhos dolorosos no interior da boca.  Já tive de tudo porque tudo o que pode correr mal nestas coisas foi sempre acontecendo comigo #históriadaminhavida. Por isso mesmo, nos momentos mais dolorosos, só queria ver-me livre dito e amaldiçoava a minha falta de sorte, que nem sequer fui capaz de ter desenvolvido dentes bonitos e direitinhos. 

Mas depois, quando os momentos de desespero passam, ter aparelho é uma coisa de que nem me lembro. Aprendemos a comer de forma a não doer, a não ficar nada preso nos dentes. Aprendemos a sorrir sem ficar com os lábios presos no aparelho. Aprendemos a falar sem fazer barulhos ou sucção exagerada. Aprendemos, em suma, a viver com aquelas tretas todas presas nos nossos dentes como se sempre tivessem estado lá. Depois habituamo-nos a ver-nos de aparelho e surge o outro medo: e se ficar feia sem aparelho? Eu, pelo menos, sempre odiei o primeiro impacto após as pessoas retirarem os aparelhos. Salvo raras exceções, os sorrisos parecem artificiais e os dentes postiços. Quase todas as pessoas que conheço e que usaram aparelho ficaram feias sem eles, pelo menos durante aquelas semanas iniciais até me habituar a vê-los sem aparelho. Depois voltam a ficar giras, mas o primeiro impacto é estranho. E temo que comigo vá acontecer o mesmo. Já me habituei a ter estes ferrinhos todos, a ver-me assim. Tenho medo de, depois de todo estes sacrifícios, não goste do resultado final. Não quero olhar para mim e não gostar do sorriso que vejo. Os dentes parecem ficar gigantes! Só espero habituar-me rápido! Mas pronto, mais logo já verei como ficará :)

3 comentários:

  1. Vais sentir muito aquela falta depois. Foi muito estranho quando tirei.

    ResponderExcluir
  2. É mesmo estranho quando se tira, mas depois habituas-te :) Eu tive aparelho durante 3 anos e nem sequer o queria meter, passei todas as fases mesmo, até porque arranquei 4 dentes para ter espaço! Quando tirei o aparelho fiquei um bocado em choque porque os meus dentes estavam mais para dentro, pareciam mais pequenos e tudo. Parecia um ratinho e tinha demasiado espaço livre na boca :P Mas depois comecei a adorar claro e continuo a gostar muito e a achar que pôr aparelho foi uma das melhores decisões que tomei!

    ResponderExcluir
  3. Eu nu nca achei graça a aparelhos... graças a deus nunca precisei.

    ResponderExcluir