terça-feira, 24 de novembro de 2015

Tem sempre que sobrar para mim

Os meus pais estão a redecorar a casa. A sala era a prioridade número um, visto que já mudamos de casa três vezes e os móveis foram sempre acompanhando cada mudança, desde que os meus pais casaram. Ou seja, os móveis já têm quase 25 anos e, apesar de estarem em bom estado, não eram propriamente modernos e bonitinhos. 
Depois da parte gira que foi escolher tudo, veio a parte chata. Neste momento tenho três homens de meia idade na minha sala, a casa cheia de caixotes e um monte de tretas para tratar e decidir. Já estou mesmo a ver a minha mãe a queixar-se de alguma das minhas decisões quando voltar para casa. Porque queria o móvel 2cm mais para a direita e porque é que os senhores montaram isto assim ou assado e porque tem a casa cheia de caixotes e lixo para deitar fora. Não conhecesse eu a mãe que tenho, estaria menos nervosa com isto. Já sei que vai sobrar para mim. Entretanto tenho a manhã perdida. Tantos planos e coisas para fazer e estou aqui armada em dona de casa, a comandar as tropas. Já estou cansada de ouvir "oh menina"... e lá vai a menina resolver. Ao menos os senhores são simpáticos e eficientes!

2 comentários:

  1. É por essas coisas que eu odeio mudanças, haja muita paciência :)

    ResponderExcluir
  2. A ideia de remodelações agrada-me sempre mas depois vem sempre chatices x)


    xoxo, Sofia Pinto
    Last Post ♥

    ResponderExcluir