quinta-feira, 26 de novembro de 2015

A lata desta gente...

Comprei um casaco de Inverno mas é comprido, o que não seria um problema se eu não fosse metro e meio de gente. Long story short, arranjei uma senhora muito amiga da família que é costureira e me arranja o casaco. Fui lá ter com ela e passa-se o seguinte diálogo:
Ela: Então e estás boa? Como vai o teu curso?
Eu: Estou bem e a senhora? Acabei na semana passada, agora ando à procura de estágio mas continuo a trabalhar na pastelaria. 
Ela: Ah, fazes muito bem. Também não se pode desistir, alguma coisa há-de aparecer mais tarde ou mais cedo. Mas ao menos vais trabalhando, sempre vai dando para os teus alfinetes. 
Eu: Sim, é verdade. Não é muito mas é melhor que nada.
Ela: Pois, vocês também sempre foram pessoas de se contentar com pouco.
Eu fico com cara de tacho, nem abri mais a boca.

Mas que raio quer ela dizer com "Vocês sempre foram pessoas de se contentar com pouco"?? Senti-me insultada e só não peguei nas merdas e vim embora porque sou uma pessoa educada e por respeito à minha avó, que é muito amiga da senhora. Mas que lata! Senti-me verdadeiramente ofendida, como se ela quisesse dizer que nós não somos ninguém, que não temos nada na vida. Eu e a minha família podemos não ser ricos, nenhum dos meus tios é; mas somos pessoas humildes e trabalhadoras, que fazem pela vidinha. Se isso é contentarmo-nos com pouco então que seja, antes viver do trabalho que temos (bom ou mau) do que viver de aparências e às custas de terceiros, a fazer dívidas e a depender da boa vontade dos outros para sobreviver, como as filhas dela (que até têm cursos superiores e não se contentaram com pouco mas têm a vida toda na lama e dependem da costura da senhora para comer). E tenho dito! 

8 comentários:

  1. ai fogo olha que realmente ...
    Se calhar não disse com o intuito de insultar mas caiu muito mal!

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente às vezes vemos e ouvimos com cada uma que só dá para nos deixar chocadas.
    Mas talvez a sra só tenha tido intenção de dizer que vocês sempre foram humildes embora trabalhadores, ou seja, que não têm "manias de grandezas" (como a maior parte das pessoas hoje em dia). Pode ser que a tua avó saiba o que ela poderá ter querido dizer...como a conhece melhor.
    Deixa lá, mesmo que ela quisesse dizer o que te pareceu, estou contigo. Antes viver segundo as nossas possibilidades e ser chamado de "se contentar com pouco" do que depender dos outros e não do nosso trabalho porque ao menos temos a consciencia tranquila. Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. ME-DO! Há pessoas que só existem para destilar veneno.

    ResponderExcluir
  4. ahah eu acho que ela quis dizer isso como elogio, tipo: vocês são pessoas que não precisam de muito para ser felizes. mas saiu-lhe furado xD

    ResponderExcluir
  5. Ainda pensei como a Maria Francisca, a mulher pode não ter dito o que disse por mal, mas se assim foi, podia tê-lo feito com palavras mais simpáticas.

    ResponderExcluir
  6. Ela pode até nem o ter dito com má intenção, as pessoas às vezes escolhem mal as palavras. Nem vale a pena dares muita importância a isso :)

    ResponderExcluir