terça-feira, 13 de outubro de 2015

Pequenas alegrias desta vida... (e dicas!)

...começar a sentir o mealheiro a ficar pesado e saber que a maioria do seu conteúdo não é moedas mas sim notas! :) 

Sou daquelas pessoas consumistas, que gostam de comprar coisas novas. Por outro lado, sou uma pessoa muito poupadinha. Custa-me dar muito dinheiro pelas coisas. Anyway, com isto de ter o meu próprio dinheiro comecei a investir muito mais em mim. Comecei por comprar coisas de que realmente precisava mas chegou uma altura em que simplesmente comprava porque gostava e podia, por vezes sem ligar à utilidade das coisas. O resultado é um sentimento de desperdício, para que fui gastar dinheiro nisto? Pois. Assim que me apercebi que andava a gastar mais do que precisava (e que as minhas despesas maiores foram saldadas) , decidi começar a poupar. 

E poupar para quê? Ora, para ter uma boa poupança caso seja necessário. Não quero adiar os meus planos porque não soube aproveitar devidamente os meus rendimentos quando não tinha gastos quase nenhuns. Se é verdade que a idade de gastar sem preocupações é agora, quando não tenho carro nem casa nem filhos para manter e sou jovem, também é verdade que, precisamente por isso, esta também é a altura em que conseguirei poupar mais. E é mesmo isso que tenho feito. Todos os fins de semana têm ido uns euros para o mealheiro. O objetivo é ver quanto conseguirei poupar até Dezembro (comecei mais a sério em Julho) e depois abrir uma conta poupança. 

E como é que eu tenho conseguido poupar? Simples: comecei por perceber onde gastava o meu dinheiro. Todas as despesas são apontadas, mesmo aquelas de míseros cêntimos. Inicialmente usava um bloquinho mas depois descobri uma aplicação muito boa (Mobills) que me permite apontar todos os gastos, todas as receitas, gerir diferentes contas...no final do mês dá-me uma descrição detalhada do dinheiro que gastei e em quê. Apontar os meus gastos fez-me perceber onde raio andava eu a desperdiçar dinheiro, o que é essencial e onde posso cortar. Ajudou-me imenso!! Também ajuda ser mais ponderada na hora de gastar dinheiro e fazer as questões certas a mim mesma: preciso realmente disto? e se preciso, não posso arranjar de outra forma (emprestado, em segunda mão, que me ofereçam como prenda de anos/natal)? este preço é aceitável para este produto ou consigo mais barato? tenho formas de adiar esta compra? não tenho nada em casa que seja equivalente? 
E depois, claro, é preciso fazer escolhas e saber definir prioridades: é mais importante, para este mês, gastar este dinheiro nessa peça de roupa ou no livro que preciso para a tese? prefiro gastar este dinheiro numa coisa que posso não precisar ou poupar para o futuro? prefiro gastar dinheiro num livro ou numa saída? Tudo é ponderado. Claro que por vezes há lugar para uma pequena loucura e se estiver mesmo numa onda consumista sou capaz de comprar e pronto. Também é importante definir orçamentos e perceber quanto quero e/ou posso gastar numa determinada coisa. Por exemplo, permito-me ir aos saldos, claro, mas sempre com um valor em mente, que tento sempre cumprir e nunca ultrapassar. 

Não sinto que me tenho privado de viver ou de fazer/comprar as coisas que gosto, apenas sinto que me tornei mais ponderada. Acho isso muito importante porque são hábitos que ficam enraizados e que nos ajudarão no futuro na gestão de quantias maiores. Porque uma coisa é ter um part-time mal pago outra é ter um emprego estável e com um salário maior, até porque mais dinheiro cria uma maior tentação para gastar! :) Assim, como vamos aprendendo a ser bons gestores ao longo do tempo, quando esse dia chegar já somos mais disciplinados. Estou a adorar sentir o peso cada vez mais elevado do meu mealheiro! :)

10 comentários:

  1. Acho uma óptima ideia o que tens andado a fazer. Sempre achei importante poupar até porque foi assim que fui educada, mas também tem de haver espaço para comprar pequenas coisas que nos dão algum tipo de prazer :)

    ResponderExcluir
  2. que bom exemplo :)
    vou experimentar essa aplicação..

    ResponderExcluir
  3. Fazes muito bem. Eu ainda não tenho qualquer rendimento fixo, mas tenho imensa preocupação em gerir o dinheiro que tenho de forma ponderada, possibilitando-me comprar coisas de que preciso ou ter experiências que me fazem feliz, mas sem ficar sem nada, ficando sempre com um valor ali para se precisar de alguma coisa e para ir guardando para mais tarde. Acho importante termos essa postura de consumidor atento e ponderado, ajuda bastante. Sei que muitas das coisas que faço reflectem aquilo que sempre vi os meus pais fazerem... o exemplo em casa ajuda e muito!!

    Quanto à aplicação não conhecia - também sou de apontar num caderninho ;) - mas vou experimentar!

    ResponderExcluir
  4. Clap clap clap!!!! :) Boa, you go girl ;)
    Concordo com as tuas prioridades pois também sou assim e sempre vi em minha casa isso acontecer, tens razão, vai muito do exemplo que temos em casa. Força com essa poupança, assim se conseguem as nossas pequenas (grandes) conquistas.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Acho ótimo quando começamos a ter uma ideia real do valor das coisas. Muitas vezes também desperdicei, e este é o termo certo, dinheiro só porque sim, porque podia. Hoje também sinto que quando começamos a valorizar mais o dinheiro conseguimos tirar melhor proveito dele.
    Não podia estar mais de acordo =)

    ResponderExcluir
  6. Fazes muito bem, é um óptimo incentivo da tua parte! Sempre adorei ter o meu mealheiro cheio e, por isso, sempre fui poupadinha mas, agora que ando à procura de emprego e não estou a ganhar nada (e também não quero estar a pedir dinheiro aos meus pais), sinto a falta de ter o mealheiro cheio, ou seja, de ter as minhas poupanças para o caso de precisar de alguma coisa. :)

    MORNING DREAMS

    Sofia Silva, Beijos*

    ResponderExcluir
  7. Eu este mês sinto que estoirei bastante :x mais do que o que devia :(

    ResponderExcluir
  8. Antes, também comprava muito sem pensar. Hoje, já pondero melhor e dou prioridade ao que realmente me faz falta e me permite mais conjugações. Tento evitar comprar só por gostar (senão vou à FALÊÊÊNCIIIAAAA!!).

    Beijoca *

    http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  9. Eu também sou poupada. Gosto de gastar, óbvio, mas não passa dias sem que eu coloque algum de lado!

    ResponderExcluir
  10. Eu também controlo os meus gastos e gostos e gosto de perceber em que é que ando a gastar mais.
    E tenho-me tornado bem mais poupada =)

    ResponderExcluir