segunda-feira, 26 de outubro de 2015

ME-DO

Miúdas de 11 anos que dizem umas às outras "Compras roupa da Primark? A Primark não presta! Porque é que não pedes à tua mãe para te comprar roupas de marca??".  Miúdas de 11 anos que possuem mais maquilhagem do que muitas pessoas da minha idade. Miúdas de 11 anos que ainda têm corpos de crianças mas querem à força toda usar calças de cintura subida a roçar o umbigo e tops minúsculos para ir para a escola. Miúdas de 11 anos que ainda ficam com inveja das canetas cor-de-rosa umas das outras mas já falam no skype e no chat do facebook sobre roupas, maquilhagens, penteados, tatuagens e rapazes. 

Tenho realmente medo das coisas que vou sabendo pela minha afilhada que é, ela própria, uma miúda de 11 anos. Está naquela fase em que começou a querer pintar as unhas e só não se maquilha porque a mãe não deixa; está constantemente a olhar-se ao espelho e a querer fazer mudanças no cabelo, a querer fazer mais e mais furos nas orelhas, a querer ter mais roupas. Mas a pessoa olha para ela e vê ali uma criança pequenina e magrinha. Passa perfeitamente por uma criança de 6 ou 7 anos, as roupas dela têm que ser todas para essas idades porque as da idade dela ficam a boiar. Mas depois já "olha para a sombra", já se acha muito adulta e quer fazer tudo o que uma miúda de 15 ou 16 faz. Começo a notar nela, cada vez mais, uma nini adolescente, com aquele feitiozinho complicado. E depois as amizades não ajudam, andam todas nesta fase parva em que se acham muito crescidas e que sabem muito da vida. Com 11 anos! Eu com 11 anos ainda não era assim. Sinto que era mais infantil no sentido em que ainda havia muita ingenuidade, típica de crianças mesmo, mas era muito mais adulta e responsável do que ela alguma vez mostrou ser. Era mais independente. 

E é isso que eu acho que falta a esta malta de hoje. São todos muito adultos na maneira de vestir e nas coisas que querem fazer, mas muito infantis, irresponsáveis e imaturos para as coisas da vida real, no que interessa. Não são capazes de fazer nada que exija responsabilidade sozinhos. Não são desenrascados, precisam dos pais para tudo. Acho que, em comparação com os meus primos mais novos, eu e os meus primos mais velhos éramos muito mais desenrascados, mais responsáveis. Íamos sozinhos fazer recados para a minha avó, por exemplo, coisa que os mais novos nunca fizeram nem sabem como se faz, porque os paizinhos tratam de tudo. Até umas simples compras de supermercado são um problema. Se for preciso ir ao mercado da zona comprar algo que falte, não sabem, porque os pais trazem as compras dos hipermercados, tratam disso por eles, sem que eles saibam o valor das coisas ou de onde é que elas vêm. E isto das compras é só um exemplo. Íamos sempre para a escola a pé, sem pais, embora em grupo com outros miúdos, e hoje em dia a minha afilhada nem sequer é capaz de atravessar a estrada sozinha para ir comprar pão à padaria que fica a 100 metros de casa. Contudo, acha-se muito crescida para sair à noite com as amigas no dia das bruxas. Incongruências destas fazem-me temer por ela e pelos da idade dela. Não quero ser a velhota do "no meu tempo é que era!" mas começo a perceber cada vez melhor esta frase.

14 comentários:

  1. Infelizmente actualmente é assim .. crescem tão rápido!
    Nessa idade ainda se brinca, não é para se ser adulto. Tenho pena dessas gerações, que crescem rápido demais e não sabem saborear as conquistas como nós.

    ResponderExcluir
  2. este tipo de coisas cada vez me assusta mais...

    ResponderExcluir
  3. isto podia ser a continuação do meu post de ontem! tens toda a razão. eu com 11 anos ainda tinha barbies -.-

    ResponderExcluir
  4. Não podia estar mais de acordo. Sem dúvida que acho que essas atitudes se devem à demasiada proteção que os pais querem dar, esquecendo-se do que realmente os devem tentar proteger.
    Parece que não há coerência na forma como se educam as crianças hoje em dia, e sinceramente os ambientes escolares também não ajudam já que parecem piorar cada vez mais :/
    Tenho mesmo pena destas gerações...
    xoxo, Ana

    The Insomniac Owl Blog

    ResponderExcluir
  5. Bem, eu aos onze anos andava a brincar a apanhada com os meus colegas na escola e a aproveitar os furos do último tempo, para jogar futebol humano. No entanto, já nessa altura, muitas raparigas tinham o comportamento que acima descreves. Todavia, hoje, a situação encontra-se muito mais agravada, pela ideia de que são adultas e fazem o que querem. O que é um pouco assustador.
    A semana passada fui buscar o meu irmão à escola e vi uma rapariga com um crop-top e umas calças de cintura alta e, uma tatuagem do estilo henna nas mamas. O que me obriga a questionar, muito seriamente, o porquê de se fazer algo semelhante.

    ResponderExcluir
  6. É o "sweg" (não swag) como as colegas do meu irmão põem no facebook e insta. Assusta-me pensar no futuro dessas miúdas.

    ResponderExcluir
  7. Completamente de acordo!
    Querem muito ser ( ou parecer ) adultos, mas depois serem desenrascados que é bom, nada. E são muito mais mimados, mas aí o problema tabém está nos pais, que não cortam com certas atitudes e ainda encorajam outras.

    ResponderExcluir
  8. Eu quando tinha 11 anos ainda fazia as coisas que considero "normais" para essa idade, mas já existia um grupinho de 5 ou 6 miudas como essas de que falas no teu post. A diferença é que agora tudo se inverteu. Agora são 5 ou 6 miudas que são como nós eramos há uns anos atrás para todas as outras que só se preocupam em parecer mais velhas do que aquilo que são na realidade

    ResponderExcluir
  9. as miudas de 11 anos de hoje em dia não são iguais às de 11 anos à dez anos atrás..

    ResponderExcluir
  10. Anda tudo muito precoce, mas só em algumas coisas. E infantilidade/irresponsabilidade aliados à mania que se sabe e pode tudo é uma receita certa para o desastre...

    ResponderExcluir
  11. Que medo... comecei a maquilhar-me mais quando fui para a faculdade. e e e...

    ResponderExcluir
  12. Este texto... podia ser eu a escrevê-lo! Este texto reproduz EXACTAMENTE o que eu penso deste assunto. E este assunto a mim dá-me medo. Muito medo!

    ResponderExcluir
  13. A mim também me assusta bastante essa nova geração...
    Sigo*

    ResponderExcluir
  14. Concordo com tudo, e até a minha filha de quase 11 anos por certo concordaria, pois ela está sempre a dizer que existem muitas "pirosas" na turma dela, que só sabem falar de roupa e rapazes! Ainda bem que a minha filhota é quase uma maria rapaz, e um pouco nerd, mas ainda assim gosta de estar bonita não deixando o conforto de lado, de preferência que não tenha muito trabalho a arranjar-se!! Dormir é sagrado!! eheh

    ResponderExcluir