quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Não me pagam para isto #5

Quando me usam para saberem informações sobre a patroa. Ou para falar mal da patroa.

Se entrei mais cedo que o costume, foi para a patroa ir sair? Sou sempre eu a abrir ao fim de semana porque ela sai até tarde e depois fica a dormir de manhã? Viram-na a sair daqui ou dali com uma pessoa com as características x e y, quem é? Este fim de semana ela está com as miúdas? Se vou a meio da semana, é para ela poder ir a algum lado?  Dúvidas, só dúvidas que os clientes têm. 

Depois fazem comentários sobre a forma como a patroa trabalha, a ver se eu entro no jogo. Ou dizem que gostam mais de mim, da minha maneira de fazer as coisas, mas depois dizem o mesmo à patroa. Problemas de trabalhar em negócios pequenos e familiares, no meio da terrinha.

6 comentários:

  1. As pessoas são tão cuscas! No entanto, aposto se te deixasses levar e dissesses algo acerca da tua patroa (que não gostas disto ou daquilo) que iriam logo comentar com ela para haver mais mexerico e drama. Ai ai...

    ResponderExcluir
  2. Trabalhos assim é preciso ter cuidado :)

    ResponderExcluir
  3. Ai as cusquices...se visses aqui também, enfim...é toda a gente a querer saber mais alguma coisa!

    ResponderExcluir
  4. Também já trabalhei num negócio familiar e no meio da aldeia. São realmente campos atribulados!

    ResponderExcluir
  5. tens que virar a suíça... neutra!

    ResponderExcluir