terça-feira, 16 de junho de 2015

As teses de mestrado também são isto

Vantagens de ter uma orientadora com um nome sonante e mil anos de experiência: 
 - todos aqueles conhecimentos específicos sobre a área de estudo,
 - as dicas, 
 - o conhecimento alargado em obras de referência que tanto jeito dão, 
 - o nome pomposo que fica na nossa tese e a acreditação por isso mesmo (não há que tapar olhos).

Desvantagens de ter uma orientadora com um nome sonante e mil anos de experiência: 
 - o pânico por cada reunião, só por saber que vamos estar na frente daquela pessoa tão importante sozinhos; 
 - o medo de dizer/fazer alguma coisa que possa ser interpretado como burrice da nossa parte
 - o medo de falhar, de fazer má figura
 - o embaraço causado por cada erro/burrice
 - o pensamento constante "esta pessoa vai pensar que eu sou burra e que estou a fazê-la perder tempo precioso que poderia estar a gastar a escrever artigos e livros para juntar à coleção gigantesca que já possui".
 - o medo de que qualquer interação com a pessoa, formal ou informal, vá despoletar a marcação de uma reunião (ver o primeiro ponto).

Basicamente tudo se resume ao facto de essa orientadora  com um nome sonante e mil anos de experiência ser uma pessoa importante na área, reconhecida internacionalmente e com um vasto leque de publicações em revistas/jornais da especialidade , e estar a perder tempo comigo. Isso e o facto de me sentir constantemente avaliada e posta à prova. Tudo se resume ao medo de não corresponder às expetativas daquela pessoa tão importante. E eu que nem sou nada destas mariquices e tenho um à-vontade descomunal (lata mesmo), fico ali muito encolhidinha, cheia de medo de provocar a fera. Valha-me Deus.

6 comentários:

  1. O medo também vem da responsabilidade e da exigência que colocamos em nós mesmas! Mas pensa assim: se aceitou ser tua orientadora tens alguma coisa de especial :) por isso confia mais em ti. Apesar de ser importante ser reconhecida e ter nome sonante, o mais importante é que te ajude na tese efectivamente.
    Beijinhos e força!

    ResponderExcluir
  2. R.: epah, olha, parece eu. Tive de ficar para o segundo semestre mas agora está a acabar o segundo semestre e eu ainda ando aqui às voltas com isto. Já nem posso com o raio da tese -.- E é ver colegas que já entregaram, que já acabaram, que já defenderam, que já tiveram grandes notas :/ enfim... cada pessoa é diferente por isso temos de tentar ao máximo ignorar as vidas dos outros que nós só temos a nossa.
    E sim, sinto precisamente o mesmo: que a tese está sempre a pairar-me como um fantasma que assombra os meus dias e não me deixa em paz e esta sensação de não ter ainda sido capaz de terminar, do tempo estar a contar e nós termos sempre dificuldades várias só ajuda na pressão :(
    Força, havemos de conseguir!!! Seja como for!

    ResponderExcluir
  3. Ai que eu sei tão bem o que isso é. Estou a passar por isso agora! :)

    ResponderExcluir
  4. O problema dos orientadores famosos, é que as vezes são tãoooooo requisitados que nunca os apanhamos...

    ResponderExcluir
  5. Eu percebo a 100%, mas não tens que pensar isso! Para já, se ela achasse que eras uma perda de tempo, não teria aceitado ser tua orientadora.. E tenho a certeza que ela se orgulha de ti e do teu trabalho ;)

    ResponderExcluir