quinta-feira, 28 de maio de 2015

Não fazer nada também cansa

Juro, estar em casa tantos dias seguidos, embora que ocupada com afazeres académicos, cansa. É que, se não for para estar com o meu namorado, nem saio de casa (e nos dias em que vem ele, não saio mesmo!). Com o estágio terminado, pior (melhor?) ainda. Então é que não saio mesmo!Ando eu de pijama, cabelo despenteado e descalça por casa. Se estiver dedicada ao relatório, como tenho estado ultimamente, nem do quarto saio a não ser para almoçar/jantar e ir à casa de banho. Torna-se monótono e às tantas pareço um bicho do mato. Habituo-me ao silêncio da casa só para mim e fico em sofrimento cada vez que a minha mãe fala alto depois de chegar do trabalho. 

5 comentários:

  1. Como eu te percebo. Quanto à parte do pijama forço-me a mudar de roupa e vestir algo mais decente, mas ainda assim confortável. Mas se for preciso, passo dias sem sair de casa... Geralmente é o meu namorado que vem ter comigo, portanto nem essa "desculpa" tenho. Se não calhar ter que ir a algum lado de manhã é certinho que passo o dia inteiro em casa. E dias atrás de dias (e no meu caso isto já dura há muito - demasiado - tempo...!) tornam-me ainda mais adepta do silêncio e do sossego.

    ResponderExcluir
  2. A mim custa-me mesmo muito mais passar sem "fazer nada" do que ter muito trabalho!
    Estou como tu ultimamente. Passo os dias só em casa, com os gatos vá. Invento mil e uma desculpas (coisas mais interessantes) para fazer do que o que realmente devo fazer (a tese)...passo dias de pijama (claro!) enfim...saio para ir ao supermercado :P

    ResponderExcluir
  3. Felizmente ou infelizmente, nunca passei por isso =P

    ResponderExcluir
  4. Identifico-me um pouco contigo. Detesto estar em casa, sozinha, com imenso para estudar, apenas com a companhia do meu gato. Canso-me, fico saturada, os dias são sempre iguais, é horrível.

    ResponderExcluir
  5. ahahah como te compreendo xD

    ResponderExcluir