segunda-feira, 13 de abril de 2015

Já não sei se é só lata ou falta de noção


As pessoas acham que eu tenho obrigação de lhes fazer favores. Desde que comecei a falar que esta ou aquela peça tinha comprado no ebay, é todo um rol de favores, de "compra para mim!". As pessoas não me pedem dicas ou conselhos sobre como usar o ebay, como criar conta. Não, isso não lhes interessa porque "é um negócio arriscado, meter assim os meus dados, essas coisas". O que interessa às pessoas é que seja eu a ter o trabalho (e os prejuízos, caso se venha a verificar que é realmente um negócio muito mau e que me vão roubar os dados). 

As pessoas já não me pedem, dão ordem. Nunca me perguntam se eu me importo de encomendar isto ou aquilo, dizem para o fazer, sem perguntar se posso ou se quero. Mas o pior nem é esta real lata de me fazerem de intermediária. O pior é que nunca me perguntam se tenho dinheiro disponível para pagar as coisas deles no ato da compra. Querem lá saber se tenho dinheiro no cartão para que me façam o débito direto. Muito menos se disponibilizam para me darem o dinheiro ou depositarem-no na minha conta antes, para que eu possa depois fazer a encomenda. Eu é que tenho que andar sempre com o meu dinheiro à frente.


E depois ainda há aqueles que têm a falta de noção de me dizerem coisas tão vagas como "compra-me um relógio", sem especificar mais nada. Eu é que ainda tenho que perder tempo a encontrar as coisas que eles querem comprar. Ou "se vires uma calças giras, compra!", sim porque eu é que sei o que é que são "calças giras" para aquela pessoa, bem como o tamanho, cor, materiais, essas tretas todas.
Há com cada um.

2 comentários:

  1. Detesto gente assim... Comigo não têm grande sorte! Tens que cortar logo de raíz, porque a "lata" tende a ir crescendo com o tempo...

    ResponderExcluir