sábado, 17 de janeiro de 2015

(porque a vida não é sempre cor de rosa e apetece-me dizer muitos palavrões)

Eu sei que este blog às vezes parece tirado de um filme da Disney, só corações palpitantes e borboletas esvoaçantes, tudo muito cor de rosa e paz no mundo e mimimi. Mas hoje não. Estou de mau-humor. Estou chateada. Estou fodida da vida, na verdade. Estou cansada. Há dias em que é preciso descarregar as coisas más. Ontem foi o dia, com direito a choro compulsivo e retrospetivas de um acumular de merdas que me vêm moendo o juízo. E cansei. Cansei de ser sempre forte e positiva, "tudo passa, a vida é mesmo assim". Para o caralho com essas merdas bonitas que dizemos aos outros. Estou triste e chateada e exausta e tenho direito a isso. Eu sei que sou eu que ponho estes limites a mim própria, sou eu que exerço sobre mim própria esta pressão de estar sempre bem, de não reclamar da minha vida, de ver as coisas pelo lado positivo e de não deixar que ninguém perceba que não é sempre tudo cor de rosa. Mas há momentos em que é preciso mandar tudo isso às hortigas e descarregar. Estou cansada de ser forte, de ter sempre um sorriso, de aguentar tudo. Estou cansada de mostrar que as coisas são sempre fáceis e que eu consigo!, quando na realidade ando para aqui que nem me aguento. E ninguém sabe, ninguém imagina. Parece que ninguém compreende. Mas também de que adianta compreenderem? Não podem fazer nada por mim, sou eu que tenho que viver a minha vida. 
Há dias em que acho que não consigo, que não aguento mais isto. Tenho todos estes planos traçados e o tempo não colabora, parece que falta cada vez mais tempo para os poder concretizar. Ando sempre em constantes countdowns, para nada. Há dias em que já nem sei o que me move. Depois relembro-me o que cá ando a fazer, o que quero para mim, o que preciso de fazer para lá chegar e continua a ser difícil porque o tempo não avança. Estou exausta. Não consigo fazer nada, apesar de ter tantas coisas para fazer. Pensei que o facto de ter passado tanto tempo na cama, a descansar, e depois do breakdown de ontem hoje me iria sentir fresca e renovada, com força para encarar isto tudo e seguir em frente. Mas não. Continuo triste, chateada, exausta. E as minhas obrigações continuam lá, à minha espera. Por isso continuo em modo revoltado e politicamente incorreto. E não me venham com merdas de que tudo passa, amanhã é outro dia, estas coisas acontecem, porque já não há cu que aguente. Tenho direito a estar assim, sem perspetivas de melhora. No meio disto tudo eu sei que a minha vida não é má e estou agradecida pelo que consegui, mas caramba, podia ser mais fácil. Oh se podia! 

7 comentários:

  1. Não vou dizer que amanhã é outro dia, mas sim que a caminhada faz-se caminhando. Se tens objetivos e um caminho traçado para os alcançar, continua a dar tudo porque um dia vais chegar lá. E depois continuará com outro objetivo em vista. A vida é assim, passamos mais tempo a subir a montanha do que no topo, por isso, convém apreciar a subir, apesar de não ser fácil...

    ResponderExcluir
  2. Sabes que quando somos assim, fortes, quando se cai, cai-se a valer.
    Mas também te levantas. Pode não ser amanhã ou depois, mas levantas. Tem calma. Desabafar ajuda, portanto.. Um xi grande *

    ResponderExcluir
  3. Há sempre dias piores... mas do que era a vida se fossem só dias bons? Espero que os próximos dias sejam melhores para ti. Se precisares de algum coisa, de desabafar ou assim podes contar comigo :)

    ResponderExcluir
  4. tem dias assim.. é que só nos apetece mandar tudo à merda e chorar. E às vezes faz bem, chorar. Deitar cá para fora e escrever , como o fizeste. Dias melhores hão-de vir! Força! :D

    ResponderExcluir
  5. M., toda a gente tem dias assim. Toda. Ninguém vive numa bolha impenetrável de felicidade. Por muitas coisas boas que tenhamos na vida, por muito que façamos o que gostamos, às vezes custa pra carai! Been there, done that. No entanto, chorar é bom. Faz bem. Liberta a pressão, os nervos, as más energias. Depois a tristeza tenua, conseguimos voltar a ver a vida com os olhos do positivismo ate ao próximo "chelique". É normal ;) um beijinho

    ResponderExcluir
  6. Ando a passar pelo mesmo com o trabalho, há dias em que saio de lá tão chateada, farta mesmo. Vou aguentando, mas não é fácil. Precisamos de ter muita força, acreditar.
    Beijinho*

    ResponderExcluir
  7. Já vi isto "tarde demais" e já li o post seguinte, por isso espero que estejas mesmo bem. Não tem mal de teres estes dias de "fuck this shit", é normal e até faz bem rebentares. Não tens obrigação de estar sempre com um sorriso na cara e a facilitar a vida aos outros. Compreendo que o exijas de ti mesma, também sou assim, mas fizeste bem em escrever aqui. Pôr as coisas em palavras ajuda a relativizar. Força! És capaz de tudo, tu sabes.

    ResponderExcluir