domingo, 18 de janeiro de 2015

Como nova



E é mesmo assim: a pessoa chateia-se, chora, pragueja contra tudo e todos, chora mais um bocadinho e depois passa. Já estou outra, como era de esperar. Valeu o desabafo. Não fosse uma chatice no trabalho e estaria a 100%. Juro, se não precisasse da porcaria do dinheiro nunca mais lá punha os pés. Há pessoas mesmo ingratas. Estou fartinha daquilo até à ponta dos cabelos, não vejo a hora de poder sair dali. Ainda para mais depois disto que fiquei a saber ontem. Já não posso com clientes a reclamar de tudo, inclusivamente de questões logísticas que não me dizem respeito. Estou farta de fornecedores que me vêm chatear a mim, em vez de se irem entender com quem de direito. Mas enfim, é o que tenho. Assim será, até acabar o curso, pelo menos. Já faltou mais, é esse o pensamento.
Fora isso, tudo melhor. Siga para a frente. Obrigada a todas pelas palavras **

5 comentários:

  1. Espero que tudo melhore. Num mundo ideal, o trabalho não afectaria ninguém desta maneira porque teríamos oportunidade de procurar (e encontrar) algo melhor. Um beijinho e força

    ResponderExcluir
  2. força!! continua de cabeça erguida :)

    ResponderExcluir
  3. É assim mesmo ..custa para caneco mas é o melhor. E é como dizes, já faltou mais :)

    ResponderExcluir
  4. Ainda não vi o que se passou - vou ler agora - mas ainda bem que já estás melhor!

    ResponderExcluir