quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

No one ever said it would be this hard

Quando eu penso que as coisas começam finalmente a encaminhar-se, que vou poder andar mais sossegada e que a tese está em bom andamento, lá vem a minha orientadora inventar mais mil coisas que "era giro fazer". E lá ando eu a toque de caixa, que é ela quem manda. Agora vou ter que fazer uma revisão sistemática, coisa trabalhosa e que é bem capaz de me ocupar os próximos meses, entre estágio, recolha da amostra para a tese e trabalho. Já há anos que não sou a M., a pessoa, com vida própria e outros afazeres pessoais. Sou a estudante, agora a finalista, estagiária e mestranda ocupada. Não vejo a hora de ser novamente a pessoa que consegue ter tempo para fazer as coisas que gosta. 

Um comentário: