quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Realização


O melhor da minha futura profissão? Servir de porto de abrigo, transmitir segurança. A empatia que se cria, a genuinidade da preocupação com o outro, o querer que tudo se resolva da melhor forma. Ver a evolução das coisas, perceber que fomos importantes durante o processo de mudança, que servimos de base segura que permite dar passos em direção ao futuro. 

Há dias mais difíceis, claro, mas quando o cliente sai com aquele sorriso, pronto para enfrentar o Mundo depois de te estado connosco, faz com que os piores momentos valham a pena, 

4 comentários:

  1. E é por isto que eu queria ser psicóloga.

    ResponderExcluir
  2. percebi logo que estavas a falar de psicologia, ainda bem! estou no terceiro ano, a acabar a licenciatura se tudo correr bem, e digo-te não me arrependo, adoro, por vezes aprendes coisas difíceis, andei chateada umas aulas, perdi a fé na humidade umas vezes, não é fácil para quem tem o mínimo de coração. mas já estás na universidade ou ainda estás a pensar entrar? :)

    ResponderExcluir
  3. Que bom :) Estou a ver que vamos ter excelentes profissionais nesta área, o que é óptimo sinal!

    ResponderExcluir
  4. Estive quase para isso, M. Claro que a minha família não me apoiava.. Eu tinha média quase para medicina, então empurravam-me para cursos tipo ciências farmacêuticas, medicina dentária, etc. - o que eu não queria. No entanto, vim parar a Engenharia Biomédica porque não conseguia largar as Matemáticas e as Físicas (era a única coisa que me estava a matar em Psicologia, só iria ter Bioestatística e pouco mais) e pensei que era a forma perfeita de encaixar o raciocínio matemático e afins com o ajudar pessoas. E aqui estou eu! :p

    ResponderExcluir