sexta-feira, 18 de julho de 2014

Peripécias daquela prima tão fófinha (é longo, aviso já)


Lembram-se daquela minha prima com quem tenho uma relação bastante conturbada? A invejosa, que cobiça tudo o que tenho/faço e quer à força toda ser superior a toda a gente? Pois bem, a alminha anda a tirar a carta de condução e tudo corria bem até ter reprovado no exame prático na primeira vez...e depois outra. Eu não sou ninguém para falar, que só passei à terceira, mas é que ela ia armada aos cucos, a dizer que sabia conduzir super bem e que não ia nada nervosa. Certo é que reprovou das duas vezes. Claro que a culpa não é da menina e a minha tia já tratou de arranjar todo um esquema em como são as escolas de condução que fazem de propósito para os miúdos não passarem no exame. Claro, porque toda a gente sabe que são as escolas de condução que fazem os exames. Acontece que nem sequer são os instrutores a avaliar, como é óbvio, mas já vem com essa história de que a culpa é deles e não da rica filha que ia nervosa e/ou mal preparada e fez asneira e até veio logo com um montão de pessoas que só tinham passado à terceira ou quarta tentativa, a título de exemplo, que é para a sua menina não sair mal na foto.

Como se não bastasse, a alminha anda ainda a fazer o 12º ano. Reprovou nos exames de sabe-se-lá-o-quê logo no 11º ano (aqueles que a malta das ciências faz, que eu não sei ao certo quais são). Na altura inventou a história de que iria fazer o ano de novo porque queria, porque tinha passado mas os professores achavam melhor ela melhorar as notas. Foi uma fantochada do caraças porque toda a gente sabia que ela tinha reprovado o ano (até porque as pautas são públicas), mas ela insistia que não, que era porque queria. Lá fez o 11º ano de novo, voltou a reprovar nos exames, mas passou para o 12º ano. Este ano andava desesperadíssima porque tinha os exames deste ano mais os que devia ter passado no ano anterior para fazer. Pobrezinha que tinha 4 exames em 3 semanas, o drama, o horror - a mesma que dizia que ter 8 exames da faculdade num mês era uma coisa de nada, porque o meu curso é só decorar e nem é ligado às ciências (segundo palavras da própria). Agora vim a descobrir que reprovou no exame de Matemática e noutro qualquer (Química ou física ou algo do género, não sei porque ela não conta nada às pessoas, vou sabendo por terceiros). Ou seja, a menina tão inteligente, que tanto se gabava de ser super inteligente e de saber tudo e mais alguma coisa nem sequer o 12º ano consegue fazer. Tantas bocas mandou ao meu irmão, que ele nunca ia chegar aos calcanhares dela, que ela era tão boa e agora dá nisto.

Se ela nunca tivesse dito nada, se se mantivesse na dela e não tivesse aquele feitiozinho de merda, eu até tinha pena. Pronto, acontece. Há coisas que realmente demoram a fazer, custam mais a uns do que a outros. Mas como ela sempre teve esta mania de se exibir, de querer mostrar que era tão boa e tão superior, confesso que me dá um certo gostinho quando estas coisas lhe acontecem. Então onde está a menina inteligente, que escrevia tão bem, que ia ser professora de matemática (venho a ouvir esta história desde que a miúda tinha uns 10 anos) e queria ir para a faculdade e ser psiquiatra? Até me dá vontade de rir. Realmente bem diz a minha avó que não se deve cuspir para o ar...

7 comentários:

  1. O karma lixa sempre essas pessoas, mais cedo ou mais tarde!

    ResponderExcluir
  2. E o ódiozinho que sinto de pessoas que fazem questão de se armar e que vestem mania dos pés à cabeça...-.-

    ResponderExcluir
  3. Onde é que eu já vi disto? Tenho uma tia que me faz lembrar essa tua prima (com a diferença que a minha tia tem 40 anos e depois filhos). Sempre a gabar-se do que tem, de onde vai, sempre a exibir os passeios e as viagens e depois a ficar invejosa e rancorosa de eu ir ali ao lado ver um concerto ou de estar com os meus amigos no campismo. Se soubesses como ela se insurgiu contra a minha viagem a Barcelona. Também passa a vida a gabar os filhos, que são os melhores, que tiram 5 a tudo (ainda são do básico), que o meu primo joga futebol e anda na música e na natação. E sempre a pôr o meu irmão abaixo, que é o próprio afilhado dela e é quem ela chama para lhe ir fazer bricolages a casa. Mas depois farta-se de dizer que ele não tem capacidades para estar nos cursos de ciências, que o profissional é que é bom para ele, que ele não tem aptidão para estudos. Pois que ele andou lá um ano e realmente não se safou (porque não estuda!!!). Depois foi para o técnico/profissional e adora o que lá aprende, tanto que tem média de 17 aos módulos todos que fez. E fez todos! Então ela agora está sempre com merdas, a arranjar outras formas de falar dele e de o rebaixar... E não se poupa de o fazer à nossa avó e mesmo em frente à minha mãe. Certo é que toda a gente fala dos meus primos, incluindo outras pessoas da nossa família. Que eles são uns mal-educados, que não respeitam ninguém, o meu primo é um coscuvilheiro de primeira classe, a minha prima é maldosa e tão novinha que é... Enfim. Bem, tudo isto para chegar à conclusão que quem mais se gaba, normalmente, é quem não tem muito para mostrar de bom. Quem não tem sucesso, quem não consegue ser bom, só pode usar os outros como arma (daí ela estar sempre a desvalorizar os teus 8 exames num mês e a diminuir o teu curso, quando nem sequer consegue ter positiva no ensino secundário). Também tenho uma "amiga" que é assim. Chumbou a Biologia no secundário, teve que ficar um ano a fazer essa disciplina e hoje está num escola privada no curso de Enfermagem e, de repente, fala como se só existisse isso na vida. Gaba-se a torto e a direito do curso, que é muito difícil, que tem muito trabalho, que são muitos estágios, que já sabe tudo e é a melhor deste Mundo e do outro. E depois também se vem a saber que passa a vida em festas! E fala de outros cursos como a tua prima fala do teu "ai que isso não custa nada, complicado é o meu e a minha vida". Mas depois, de fora, vou vendo esse "cuspe" todo a cair-lhe na cara. Razão, razão... tem a tua avó!

    ResponderExcluir
  4. E o feitiço virou-se e bem contra ela :)

    ResponderExcluir
  5. Parece que em cada família tem que haver um membro assim, é impressionante.

    ResponderExcluir
  6. Pimbas! Não tenho pena nenhuma. Toma e embrulha. Bitch! (sorryyyyyy xD)

    ResponderExcluir