segunda-feira, 12 de maio de 2014

Quando é que isto acaba, mesmo?

Sou uma mulher de planos. Gosto de pensar bem nas coisas, de organizar, de repensar, de definir tempos para isto e para aquilo. No que respeita aos meus afazeres, sou ainda pior. Tenho sempre listas e objetivos a atingir para um ou outro dia. E gosto de ir riscando itens e perceber o que já fiz e o que ainda me falta fazer.

Para esta semana tinha já planeado acabar uma parte de um tema da tese para enviar à minha orientadora. Quero que a senhora veja trabalho para não pensar que ando a brincar, quando na realidade tenho lido todos os dias alguma coisa e escrevinhado outras tantas. Não contava era que esta semana fosse de loucos. Aulas hoje, amanhã e quinta, todo o dia. Chegar a casa depois das 19h, cansada, e ainda ter que pegar nisto é um suplício (já referi mil vezes que depois das 20h não consigo fazer nada). Ainda para mais com o exercício semanal de uma cadeira que me dá imenso trabalho e requer umas quantas leituras, uma outra pequena tarefa para uma outra cadeira e um relatório da consulta que vou ter quinta. Sexta tenho que acompanhar a minha mãe a uma consulta, fico logo com mais uma manhã perdida (e eu sou extremamente produtiva de manhã, é quando gosto mais de trabalhar). Fora os outros dois trabalhos que estão meio pendentes aqui a moer-me a consciência e que, propositadamente, adiei para fazer na próxima semana. Bem que posso dizer adeus aos meus planos para esta semana. Há-de ser como der, paciência. 

2 comentários:

  1. Vais ver que mesmo com tanta coisa para fazeres que te vais conseguir orientar bem :) Beijinho

    ResponderExcluir