segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Como tinha dito no início do ano, em 2013 fui pondo numa caixinha pequenos papelinhos com momentos bonitos/importantes que foram acontecendo ao longo destes meses. Tenho a caixinha cheia de papelinhos de todas as cores, com momentos verdadeiramente emocionantes e outros assim-assim, mas que na altura achei digno de registo, fosse pelo que fosse. Seria suposto lê-los agora, nesta reta final do ano, para relembrar quão feliz fui este ano e preparar-me para o melhor que há-de vir em 2014, mas tenho medo. Não quero abrir aquela caixinha, apesar de tudo. Foram momentos felizes mas sei que mais de metade daqueles papeis são memórias que me vão doer porque foram construídas numa fase feliz, muito contrária áquela que vivo agora, com a pessoa com quem eu me via a viver todos os momentos marcantes da minha vida. E isso dói. Queria focar-me só nas coisas boas, nas memórias felizes e guardá-las sempre com carinho, mas há dias em que é demasiado difícil pensar no passado com aquela saudade boa, principalmente quando é um passado tão recente e em dias em que é o lado mais negativo que dá ao de cima. 

Este foi um ano incrivelmente feliz, mas foi também o ano em que me senti mais miseravelmente infeliz. Passei por muito, sofri muito nesta última metade do ano e por isso só espero que acabe rápido. E que leve consigo todas as minhas mágoas, todas as minhas dores. Espero que 2014 traga a redefinição da minha vida, dos meus novos papéis, das minhas rotinas. Acima de tudo, espero que 2014 me traga paz. Preciso muito de estar em paz comigo mesma, principalmente, estar tranquila, viver a minha vida com calma e focar-me no dia a dia, viver as coisas a seu tempo, um dia de cada vez. Preciso de me focar no que é realmente importante e viver a vida sem planos, sem pressas. E preciso muito de ser menos exigente comigo; preciso de ser mais tolerante com a minha dor, com as minhas birras, com as minhas preocupações.  Queria que 2014 fosse, mais do que qualquer outra coisa, um ano apaziguador.

4 comentários:

  1. Vais ver que 2014 vai ser um ano para recomeçares! Memórias novas, pessoas novas, experiências novas! Bom 2014 **

    ResponderExcluir
  2. Eu acho q não a deves anrir, é tudo demasiado recente e vai doer! Quando estiveres preparada saberás. Que o novo ano te traga tudo o q desejas, tu mereces M.

    ResponderExcluir
  3. Um dia, esses papéis vão-te fazer sorrir das recordações, mas provavelmente não o farão neste momento.. Já passei pelo mesmo. Uma pessoa fica descrente e cai no fundo do poço. Mas um dia passará, acredita em mim! E sentirás uma paz contigo mesma do tamanho do mundo. Não me quero alongar mais a esse respeito.. Bom 2014, M! Há-de ser óptimo, vais ver ;)

    ResponderExcluir
  4. Espero que 2014 te traga o que precisas :) Acredito que para lá do sofrimento que como tu bem sabes não é de negar vais crescer muito e no fim estarás uma pessoa ainda melhor do que já és!

    ResponderExcluir