quarta-feira, 27 de novembro de 2013



Chegou ao fim a minha história de amor preferida. Para trás fica a vida como sempre a conheci, as imensas recordações de momentos felizes, aquilo que era a minha principal razão para ser feliz. Mas para a frente é que se faz o caminho e, embora eu saiba que me espera um longo e doloroso período de luto desta perda, quero acreditar que tudo aconteceu porque assim tinha que ser. Seremos sempre amigos e seremos, principalmente, parte importante da vida um do outro, para sempre. Porque o futuro será diferente, mas o passado não se muda (nem queria!).
A vida é mesmo assim e,embora doa, eu sei que vai melhorar. Tenho que acreditar que melhores dias virão para poder seguir em frente com a minha vida. E ter fé, que apesar de não me ter servido de muito até agora, sempre será parte daquilo que eu sou como pessoa. O caminho faz-se para a frente, sempre com fé, esperança e amor. Que assim seja.

13 comentários:

  1. Oh :( Nem sei o que dizer... Força!!! *

    ResponderExcluir
  2. Muita muita força! E é mesmo isso, a tua vida vai melhorar, pode não ser já, mas vai. A pouco e pouco a dor vai passando, e o tempo tudo resolve - grande cliché, mas grande verdade.

    ResponderExcluir
  3. No fundo nunca chega ao fim. Serve de trampolim para novos momentos de felicidade...

    ResponderExcluir
  4. Espero que com o tempo tudo fique mais fácil.

    Beijinho grande e força :)

    ResponderExcluir
  5. Muita força! :) É duro mas é possível! :)

    ResponderExcluir
  6. Big hug! Sei que no vosso caso é impossível estar aqui com bla bla blas. Sei que não adianta estar a dizer que a proximidade é pior nestas situações; que se continuarem próximos vão continuar a sentir carinho um pelo outro e a sentir que de alguma forma ainda se têm um ao outro e baralhar sentimentos. Tudo isto é inútil. Na realidade acho que qualquer conselho seria inútil. É um momento só teu. Só vosso. Cá de fora, espero estar sempre tão perto quanto precises. Qualquer coisa, serve-te :)

    ResponderExcluir
  7. M., só posso desejar que tenhas muita força para enfrentar esta situação, que entendo que não seja nada fácil. Concordo com tudo o que a Mary Jane disse em cima. Apesar destes dias negros, lembra-te que o sol também brilha e que dizem que o tempo cura tudo, mais tarde ou mais cedo. Beijinho e muita força *

    ResponderExcluir
  8. Só posso dizer que é simplesmente muito doloroso quando se acaba uma história de amor, quer desse certo ou não. Força, é só isso que posso dizer.

    ResponderExcluir
  9. Li agora o teu post e poderia ser escrito por mim exactamente há 2 anos. Faz 2 anos segunda-feira que a minha história de amor preferida acabou (pensei eu). Ainda não sei se acabou, se está num intervalo... Não sei, mas depois de passar o luto, não quis mais saber. Os conselhos podem ser inúteis porque só tu sabes o que sentes e vais pensar muitas vezes "vocês lá sabem o que dizem, não foram 2 dias". Mas um eu quero dar-te e por mais clichê que seja, acho que um dia vai fazer-te sentido: gosta mais de ti do que da tua história de amor preferida.
    A mim o que mais me custou foi ver a minha vida da forma como a conhecia há muito tempo ir embora. Senti que fiquei sem nada, os sonhos em conjunto, planos que fazíamos, rotinas que tínhamos como as ia preencher agora? porque tudo o que fazia incluía o a ele. E chegou a altura de me ver como alguém com projectos e sonhos individuais, que não eram piores nem melhores... eram diferentes. E aprendi que nunca devemos centrar a nossa vida em alguém ou em projectos com alguém, porque um dia tudo pode acabar e ficamos sem nada. E, assim, com sonhos individuais quando alguém se juntar será um complemento da nossa felicidade e não uma necessidade ou um hábito.
    Desculpa o testamento, só quis partilhar um bocadinho do que passei para veres que é possível ficar tudo melhor. Desejo-te tudo do melhor. E a maior força. Beijinho*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por este comentário. E obrigada, M, por uma despedida tão bonita e tão limpa. A minha História de Amor preferida, que contava já com seis anos, aqueles seis anos que consolidaram a minha personalidade, também acabou. Sete dolorosos meses depois, sobrevivo. Viver, ainda está complicado... Mas acredito, simplesmente, que esses dias chegarão.

      Excluir
  10. Forçaaa!!! Se precisares de alguma coisa podes contar comigo! :)

    ResponderExcluir
  11. encontrar agora outras razões para ser feliz é o caminho, podem haver diversas formas de o fazer mas deves apostar naquelas que te mostrem que "vales por ti", provávelmente vais passar por momentos dolorosos psicologicamente... não faz mal, não deixes que faça, sucumbe e depois levanta-te com a força de quem quer tomar as rédeas da vida doa o que doer. faz coisas que gostes arrisca fazer sozinha. coloca-te perante o mundo. cria a tua bolha de independência. conta com todos os que podem apoiar-te mas conta sobretudo contigo e não deixes de ver a magia que é viver...

    ResponderExcluir
  12. Muita força! Um grande beijinho...

    ResponderExcluir